Terry Gou, fundador e dono da Foxconn, vai concorrer para presidente de Taiwan em 2020

Terry Gou, fundador e dono da Foxconn, vai concorrer para presidente de Taiwan em 2020

Gou quer representar o partido que faz oposição ao atual governo taiwanês

Terry Gou, fundador e dono da Foxconn, maior fabricante terceirizada de componentes eletrônicos do mundo atualmente, anunciou que irá participar das eleições para presidente de Taiwan em 2020. Gou participa do partido que faz oposição ao atual governo, ele defende que as relações com Pequim precisam se acalmar e também pretende uma aproximação com a China.

18/01/2019 às 18:04
Notícia

Foxconn encerra 50.000 contratos antes do esperado por queda ...

Decisão pode ter sido acelerada também pelas baixas vendas de iPhones em especial

A sua candidatura segundo ele, foi motivada por um sonho que teve com a deusa do mar Mazu, que o disse que ele precisava promover a paz através do Estreito de Taiwan. Depois disso pensou que precisava fazer alguma coisa, e o método que ele encontrou foi se candidatando para o cargo da presidência.

A atual presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, está enfrentando altos índices de reprovação da população, ela faz parte de um partido mais progressista que quer que o país seja mais independente, sem se apoiar tanto no governo Chinês. A postura de Gou é contrária a isto, ele diz que a aproximação é benéfica para o seu país e quer restabelecer os laços, principalmente comerciais.

23/11/2017 às 12:47
Notícia

Estudantes trabalhavam de forma ilegal em fábrica do iPhone X...

Continua depois da publicidade

A Foxconn é bem conhecida por fabricar os iPhones e iPads, ela tem diversas fábricas em diferentes lugares, inclusive na China Continental. A empresa emprega centenas de milhares de trabalhadores e já foi acusada muitas vezes de péssimas condições de trabalhos, que levaram inclusive a morte de alguns funcionários.

Gou tem uma aliança com o presidente dos EUA, Donald Trump, graças aos planos da fabricante em expandir os negócios com a construção de uma fábrica de US$10 bilhões em Wisconsin. Esse relacionamento pode concretizar a posição dele como candidato à presidência e fazer com que o seu nome seja escolhido para representar o partido.

O afastamento de Gou da Foxconn vai acontecer em um momento delicado, a empresa está tentando diminuir a sua dependência com a Apple, que é a sua maior cliente. O co-fundador da Alibaba, Jack Ma, está planejando sair de seu cargo em até um ano para que a nova gestão seja comandada por pessoas mais jovem. Morris Chang, presidente da Taiwan Semiconductor Manufacturing Co., se aposentou no ano passado, o que quer dizer momentos de instabilidade para a Foxconn.

Continua depois da publicidade

Via: Engadget
User img

Ana Luiza Pedroso

Devolver na mesma moeda? Se China proibir produtos Apple, empresa perde 29% dos seus lucros

Devolver na mesma moeda? Se China proibir produtos Apple, empresa perde 29% dos seus lucros

No entanto, isso pode causar grandes demissões e afetar a economia chinesa ainda mais


Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês

Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês

O presidente dos EUA diz considerar a empresa perigosa para a segurança do país


DJI responde governo dos EUA:

DJI responde governo dos EUA: "Dados dos consumidores não são da nossa conta"

Empresa diz que seus drones atendem requisitos do Departamento de Segurança do país


A Xiaomi voltou! Entenda o que muda com o retorno da chinesa ao Brasil

A Xiaomi voltou! Entenda o que muda com o retorno da chinesa ao Brasil

A empresa prometeu vender todo tipo de dispositivos contectados e seus smartphones, é claro


Governo dos EUA quer Coréia do Sul como aliada em caso envolvendo a Huawei

Governo dos EUA quer Coréia do Sul como aliada em caso envolvendo a Huawei

Autoridade norte-americana teria dito que a chinesa "precisa ser expulsa do país"