Fundador da Xiaomi recebe bônus de £ 735 milhões - quase o lucro total da empresa
Créditos: The Straits Times

Fundador da Xiaomi recebe bônus de £ 735 milhões - quase o lucro total da empresa

Lei Jun, que também é CEO da companhia, prometeu doar seu prêmio para a caridade

O fundador e CEO da Xiaomi, Lei Jun, recebeu nesta semana um expressivo bônus pelos seus oito anos de "devoção" pela companhia, segundo o relatório financeiro deles. O executivo vai receber um valor equivalente a US$ 962 milhões, que é o quanto as ações da empresa fecharam a terça-feira valendo. O número está bem próximo também do lucro total que a empresa obteve no último ano, que foi de US$ 1,3 bilhões. Mas a premiação é mais um gesto simbólico do que realmente uma bonificação, uma vez que Lei informou desde já que o valor será doado para instituições de caridade (depois de deduzidos os devidos impostos).

Sendo um bônus, obviamente a premiação de US$ 962 milhões não conta outros pagamentos que Lei normalmente recebe, como seu salário e outros dividendos, valores que não foram informados pela companhia. 

29/03/2019 às 17:16
Artigo

Conheça a história da Xiaomi! De startup a gigante dos smartp...

A empresa quer se consolidar com dispositivos de internet das coisas e já anunciou sua vinda ao Brasil

Continua depois da publicidade

A comemoração da Xiaomi, que vai fazer nove anos de idade em 2019, vem do seu expressivo crescimento ao longo dos anos. A empresa fechou 2018 como a quarta maior fabricante de smartphones do mundo, ficando atrás apenas da Samsung, Apple e Huawei. Mas, não só isso, enquanto suas rivais enfrentam a estagnação do mercado, a companhia conseguiu continuar crescendo rapidamente. Durante o período, o número de smartphones enviados pela Xiaomi cresceu 32,2%, enquanto o mercado como um todo encolhia 4,1%, o que torna o cenário ainda mais positivo para a companhia especificamente.

E é sempre bom lembrar que na China, sua terra natal, o portfólio de produtos da Xiaomi é massivo e a companhia não é vista por lá apenas como uma fabricante de smartphones, como é o caso para muitos de seus clientes no ocidente. Por aqui as pulseiras da Xiaomi ainda conseguiram adquirir uma certa fama e expressividade, com a Mi Band se tornando uma recomendação recorrente em suas diferentes gerações. Mas vale lembrar que a empresa produz ainda diversos outros produtos conectados, indo de aspiradores de pó robóticos até modelos de tênis.

Agora, com o anúncio de que a Xiaomi está fazendo seu retorno ao Brasil, fica a expectativa para ver exatamente quais produtos produtos vão aparecer por aqui e se a empresa vai se restringir apenas aos smartphones.

Fonte: BBC
User img

João Gabriel Nogueira

Xiaomi apresenta a Mi Mural TV 4K, tão fina que pode ser confundida com um quadro

Xiaomi apresenta a Mi Mural TV 4K, tão fina que pode ser confundida com um quadro

O produto conta com um display de 65 polegadas e roda sistema baseado em Android TV


OnePlus 7 tem data do evento de lançamento confirmada para o dia 14 de maio

OnePlus 7 tem data do evento de lançamento confirmada para o dia 14 de maio

O evento vai acontecer simultaneamente em Nova York, Londres, Pequim e Bangalore


Lenovo Z6 Pro é anunciado com Snapdragon 855, 4 câmeras traseiras e bateria de 4.000mAh

Lenovo Z6 Pro é anunciado com Snapdragon 855, 4 câmeras traseiras e bateria de 4.000mAh

A Lenovo manteve a interface ZUI e também trouxe recursos como AI Photos e Hyper Video


Inteligência artificial deve poupar U$15,7 trilhões da economia global até 2030

Inteligência artificial deve poupar U$15,7 trilhões da economia global até 2030

Pesquisa que revelou o dado foi encomendada pela Microsoft


CEO confirma que OnePlus 7 Pro terá internet 5G e tela mais avançada

CEO confirma que OnePlus 7 Pro terá internet 5G e tela mais avançada

Informação alimenta rumores de que aparelho terá display com frequência de 90Hz