Disney vai lançar o streaming Disney+ em novembro de 2019 por US$6,99 ao mês
Créditos: Disney

Disney vai lançar o streaming Disney+ em novembro de 2019 por US$6,99 ao mês

O serviço vai ter conteúdos exclusivos da Disney, Marvel, Pixar e National Geographic

A Disney anunciou oficialmente alguns detalhes sobre o seu serviço de streaming, O Disney+ que vai ser lançado em novembro de 2019 nos EUA. A empresa divulgou a lista de conteúdos que a plataforma vai conter e também revelou alguns planos para o futuro.

“A Disney + representa um avanço ousado em uma nova e empolgante era para nossa empresa - uma em que os consumidores terão uma conexão direta com a incrível variedade de conteúdo criativo que é a marca registrada da The Walt Disney Company. Estamos confiantes de que a combinação de nossa narrativa inigualável, marcas amadas, franquias icônicas e tecnologia de ponta farão da Disney + um destaque no mercado e proporcionarão um valor significativo para consumidores e acionistas ” - Bob Iger, Presidente e diretor executivo da Disney

Todos os conteúdos Disney+ vão poder ser baixados para que o usuário consiga ver offline, recurso que a Netflix começou a disponibilizar, mas não para todos os títulos. Os vídeos vão rodar em 4K e HDR. A Disney publicou a novidade também em seu Twitter confirmando a data,  que a plataforma vai ser lançada nos EUA para o dia 12 de novembro.

Aparentemente a interface do streaming vai estar separada por tipos de conteúdo, com alguns destaques acima e recomendados para você logo abaixo e também os vídeos que você está assistindo. Vai ter uma aba para os títulos da Disney, outra para a Pixar, para a Marvel, Star Wars e National Geographic, assim você vai navegar em segmentos específicos. A imagem abaixo mostra como vai ser:

Quando o usuário decidir qual aba ele quer explorar vai abrir outra lista de catálogos mostrando também alguns títulos indicados para você e todos os outros conteúdos que a Disney está disponibilizando. Alguns filmes ou séries vão continuar em destaque na parte de cima da tela e quando clicar em um conteúdo algumas informações gerais vão aparecer, como: sinopse, elenco, tempo de duração, etc.

Continua depois da publicidade

Foi divulgado que alguns conteúdos vão ser disponibilizados com exclusividade para o streaming, como Capitã Marvel. Ao todo, é esperado mais de 5.000 episódios de conteúdo e 100 filmes do Disney Channel para o lançamento do Disney+.

Os conteúdos vão ser adicionados ao longo do tempo, mas para quem assinar o streaming logo no primeiro dia, vai ter no catálogo algumas séries e filmes exclusivos, pelo menos nos EUA. Alguns exemplos são:

Marvel:
Falcão e Soldado Invernal
WandaVision
Marvel’s What If… ? (primeira série animada da Marvel Studios)

Walt Disney Animation Studios:
Bastidores de Frozen 2, (série documental que mostra o processo de criação da animação)

Pixar:
Projetos com Toy Story Forky,
uma curta série de animação (que ainda não foi divulgada qual será)
Curta metragem "Vida da Lâmpada"

National Geographic:
The World According to Jeff Goldblum (série documental sobre ciência)
Magic of the Animal Kingdom (série documental com especialistas em higiene animal, veterinários e biólogos do Disney's Animal Kingdom e do aquário Epcot SeaBase)

Disney Channel:
Phineas e Ferb o Filme

Muitos outros conteúdos produzidos especialmente para o Disney+ também vão estar disponíveis, mas pode ser que não estejam prontos para o lançamento. Como por exemplo o filme Noelle, que vai ser estrelado por Anna Kendrick, e também uma versão live-action de A Dama e o Vagabundo, que vai ter em seu elenco: Tessa Thompson, Justin Theroux, Sam Elliott e Janelle Monae. Também está confirmado que novos episódios de Os Simpsons que também vão ser lançados diretamente no serviço.

14/03/2019 às 14:41
Notícia

Netflix aumenta o preço de suas mensalidades no Brasil, confi...

O básico, com tela única e sem HD, passou de R$19,90 para R$21,90

A Disney publicou que o conteúdo vai ter suporte para diversas plataformas, como apps para smartphones, tablets, Smart TVs, console de vídeo games e outros, o objetivo é que o acesso seja fácil. O investimento que a Disney está fazendo na plataforma é alto, cerca de um bilhão de dólares, e a empresa não espera retorno de lucros em até quatro anos, o que indica que é pouco provável que o valor pago pelo consumidor aumente neste período, já que a plataforma irá concorrer com outros streamings como Netflix e Amazon Prime Video.

O lançamento mundial da plataforma tem planejamento para que aconteça em até dois anos, chegando nas principais regiões da América do Norte, Europa, Ásia-Pacífico e América Latina. Os conteúdos vão estar disponíveis dia 12 de novembro de 2019 por US$6,99 por mês, ou US$69,99 por ano, para os EUA. Para ver a publicação original da Disney, você pode acessar este link.

Via: Engadget, Engadget (2) Fonte: Disney
User img

Ana Luiza Pedroso

Game of Thrones: HBO Go volta a falhar e alimenta pirataria da série

Game of Thrones: HBO Go volta a falhar e alimenta pirataria da série

A distribuição ilegal dos episódios ajuda a disseminar malwares, aponta a Kaspersky


Primeiro trailer de Star Wars: The Rise of Skywalker faz Twitter quebrar momentaneamente

Primeiro trailer de Star Wars: The Rise of Skywalker faz Twitter quebrar momentaneamente

Além de ser sucesso nas hashtags, o novo Star Wars fez a rede social parar por alguns momentos


Site de venda de ingressos tem melhor dia de sua história com Vingadores: Ultimato

Site de venda de ingressos tem melhor dia de sua história com Vingadores: Ultimato

Pré-venda do filme quebrou recordes de vendas bem antes de seu lançamento


Ingressos em pré-venda para Vingadores: Ultimato chegam a US$500 no Ebay

Ingressos em pré-venda para Vingadores: Ultimato chegam a US$500 no Ebay

A conclusão da "Saga do Infinito" bateu recordes em dois dos maiores sites de ingressos dos EUA


Início da pré-venda de Vingadores: Ultimato derruba sites de ingresso em todo o mundo

Início da pré-venda de Vingadores: Ultimato derruba sites de ingresso em todo o mundo

Fãs ansiosos pelo encerramento da 3ª fase do Universo Marvel lutam por disputados assentos nos cinemas