Xiaomi está lutando pela marca Mi Store no Brasil
Créditos: Mi Malaysia

Xiaomi está lutando pela marca Mi Store no Brasil

Sinais de que a empresa está voltando MESMO para cá?

Apesar de ser extremamente popular no Brasil, a Xiaomi não possui uma representação oficial no nosso país e só está dando seus primeiros passos de volta para cá agora, graças a uma parceria com a empresa DL. Esse buraco acaba abrindo portas para lojas que querem se aproveitar da popularidade da marca para dar um boost nos negócios, e um caso envolvendo a marca Mi Store veio à tona recentemente.

O pessoal do TudoCelular descobriu que a fabricante chinesa está batalhando no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) para proteger o nome "Mi Store Brasil". O que aconteceu? Uma empresa de vendas chamada JCELL Celulares possui o domínio MiStoreBrasil.com e está tentando registrar oficialmente a marca da loja da Xiaomi em terras brasileiras. 


Xiaomi registrou oposição ao pedido da JCELL pelo nome 'Mi Store Brasil". Imagem: INPI/Tecnoblog

A JCELL fez o pedido de registro em novembro, que passou por um exame formal pelo órgão e, posteriormente, foi divulgado de forma pública para que outras empresas possam disputar pelo nome, caso tenham interesse. Durante esse processo, a Xiaomi registrou oposição ao registro no dia 11 de fevereiro e agora vai disputar o nome de sua própria loja com o e-commerce brasileiro.

O interesse da fabricante chinesa pelo nome Mi Store Brasil fez muitas pessoas acharem que esse era o golpe final mostrando que a empresa realmente está de malas prontas e vem com tudo para o mercado brasileiro, principalmente depois de todo o furor da companhia nas redes sociais.

Ainda assim, pode ser que o registro da marca não signifique que a companhia vai acabar abrindo uma Mi Store em nosso país. Como destacado pelo Tecnoblog, a Xiaomi também possui o registro de outras marcas por aqui, desde linhas de smartphones até tecnologias próprias, simplesmente para proteger suas propriedades intelectuais de possíveis oportunistas.


Algumas das patentes registradas pela Xiaomi no Brasil. Imagem: INPI/Tecnoblog

Por outro lado, a proatividade da empresa também pode ser vista como um sinal de interesse maior no mercado brasileiro. Além do caso da Mi Store, a Xiaomi já fez o pedido de registro de marcas como MiPay e Poco no ano passado aqui no Brasil. A companhia também está utilizando seus recém-inaugurados canais nas redes sociais para falar de diversos produtos, dando bandeira para a presença de uma possível loja oficial no Brasil no futuro.

Você acha que a Xiaomi pode acabar fazendo uma grande investida no nosso mercado ou só está querendo proteger suas marcas? Deixe sua opinião aí nos comentários!

Via: Tecnoblog, TudoCelular
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.