Xiaomi confirma oficialmente o retorno para o Brasil
Créditos: 4gnews

Xiaomi confirma oficialmente o retorno para o Brasil

Publicações nas redes sociais marcam o retorno da empresa para o mercado brasileiro

A conta do Twitter da Xiaomi Brasil não tinha nenhuma movimentação desde abril de 2016, mas agora em março de 2019 novos tweets estão aparecendo. A última publicação fala "Inovação para todos, essa é a nossa missão. Estão prontos para que isso aconteça no Brasil de novo?", logo abaixo está um vídeo que mostra muitos dispositivos da marca, além dos smartphones.

 

Em outras publicações a empresa tenta instigar os fãs da linha Mi, o que dá a entender que não são apenas os smartphones, mas há uma série de outros aparelhos que levam a marca Mi, como por exemplo: notebooks, fones de ouvido, smart home, smartwatches, power bank entre outros aparelhos.

Continua depois da publicidade

18/02/2019 às 19:23
Notícia

Xiaomi Pocophone F1 e Redmi Note 6 Pro serão vendidos oficial...

A distribuidora garante homologação e garantia para os produtos

As publicações indicam que a Xiaomi vai voltar de vez, com uma linha vasta de equipamentos, talvez também com Mi Stores sejam espalhadas pelo país, mas isso ainda não foi confirmado. Em fevereiro de 2019 os smartphones Redmi Note 6 e Pocophone F1 foram homologados por uma empresa brasileira, a DL, que confirmou que vai começar a comercializar ambos os aparelhos por sua loja.

De acordo com os tweets da Xiaomi, a empresa vai se concentrar na linha Mi, portanto faz sentido que a DL venda outras submarcas da empresa, (que é o caso da linha Redmi e Pocophone), de forma menos intensa. Portanto as possibilidades são: vendas, por meio da DL, ou de forma direta, assim como a Huawei vai fazer. Também pode acontecer uma combinação desses dois modos, com linhas separadas.

Continua depois da publicidade

A Xiaomi é atualmente a quarta maior fabricante de smartphones do mundo, ficando atrás apenas da Samsung, Huawei e Apple. Essa não vai ser a primeira vez que a empresa comercializa os seus produtos em solo brasileiro, em 2015 Hugo Barra comandou as operações para trazer a Xiaomi para o Brasil, e trouxe o Redmi 2 com um preço de mercado competitivo.

Logo depois, outros aparelhos começaram a ser vendidos, como a Mi band e Mi Power Bank. As vendas se mantiveram positivas em 2015, sendo um dos anos com maior faturamento da empresa e mantendo ela pelo segundo ano consecutivo como a primeira em vendas na China. Em 2016, houve uma baixa nas vendas, principalmente no mercado brasileiro, o que fez com que a empresa tomasse algumas decisões de corte de gastos, e resultou na saída do Brasil em 2017.

A Xiaomi se reinventou e mudou suas estratégias de negócios, investindo em startups e em produtos diferenciados focados na internet das coisas. Um exemplo é o seu purificador de ar, que ficou o mais famoso da China. Outro fator importante é o custo benefício adotado pela empresa, são produtos considerados muito bons, por um preço muito competitivo. Isso fez com que o nome da fabricante se levantasse e em 2018 conseguisse se restabelecer no mercado.

26/03/2019 às 14:31
Notícia

É oficial! A Huawei está de volta ao Brasil

Empresa fará um evento anunciando sua chegada aqui no país em breve

É importante lembrar que uma das concorrentes chinesas da Xiaomi é a Huawei, que anunciou oficialmente que está trazendo a sua linha mobile para o Brasil em maio de 2019, com ênfase nos smartphones topo de linha. A entrada de grandes empresas chinesas no mercado brasileiro pode aumentar a competitividade no mercado, mas isso não quer dizer que os produtos serão vendidos de qualidade por um preço baixo. Para saber mais informações sobre a Huawei leia o artigo completo sobre a empresa aqui.

A Xiaomi não divulgou maiores informações e nem emitiu um comunicado oficial sobre o seu retorno para o Brasil (além do tweet e publicações no Facebook), isso pode significar que os planos foram confirmados, mas as estratégias ainda estão sendo traçadas. Para concluir a tarefa de planejamento pode ser que isso leve algum tempo

Se você ficou interessado para saber um pouco mais sobre a história da empresa, e ter detalhes sobre a passagem dela no Brasil, acompanhe o Mundo Conectado, sábado (30) vamos publicar um artigo contando a a trajetória da Xiaomi.

User img

Ana Luiza Pedroso

Xiaomi apresenta a Mi Mural TV 4K, tão fina que pode ser confundida com um quadro

Xiaomi apresenta a Mi Mural TV 4K, tão fina que pode ser confundida com um quadro

O produto conta com um display de 65 polegadas e roda sistema baseado em Android TV


CEO confirma que OnePlus 7 Pro terá internet 5G e tela mais avançada

CEO confirma que OnePlus 7 Pro terá internet 5G e tela mais avançada

Informação alimenta rumores de que aparelho terá display com frequência de 90Hz


Realme 3 Pro é anunciado com Snapdragon 710, VOOC 20W fast charging e 64MP Ultra HD camera mode

Realme 3 Pro é anunciado com Snapdragon 710, VOOC 20W fast charging e 64MP Ultra HD camera mode

O concorrente do Redmi Note 7 Pro estará disponível em duas variantes e três cores diferentes


Xiaomi vai apresentar amanhã TV com câmera frontal e sistema Android

Xiaomi vai apresentar amanhã TV com câmera frontal e sistema Android

Essa é mais uma prova de que ela não é uma empresa apenas de smartphones


Samsung adia eventos de lançamento do Galaxy Fold após falhas no produto

Samsung adia eventos de lançamento do Galaxy Fold após falhas no produto

Empresa não chegou a explicar se problemas no hardware foram o motivo da mudança