Apple vs Qualcomm: juiz recomenda que parem a importação de iPhones nos Estado Unidos

Apple vs Qualcomm: juiz recomenda que parem a importação de iPhones nos Estado Unidos

Os resultados das disputas continuam indicando a Qualcomm como favorável

A disputa legal entre Apple e Qualcomm acaba de receber um novo capítulo, um juiz está recomendando que os aparelhos da empresa parem de ser importados nos Estados Unidos. A recomendação veio após um pedido de análise de patente da Qualcomm que também acusa a empresa da maça de utilizar outras tecnologias sem pagar os devidos royalties.

O juiz McNamara escreveu que os fatos ainda serão revisados por outros integrantes da Comissão Internacional dos Estados Unidos, mas que ele recomenda uma ordem de cessar e desistir e também uma de exclusão limitada.

Nos Estados Unidos, isso proibiria a Apple de importar seus smartphones fabricados na China para os Estados Unidos. Um documento também seria emitido diretamente para empresa, exigindo o cessamento imediato da atividade considerada ilegal. 

17/03/2019 às 17:42
Notícia

Apple é condenada a pagar US$ 31 milhões para Qualcomm pela i...

Mais uma briga entre as duas empresas na justiça terminou com um resultado favorável à Qualcomm

Entre as duas empresas há diversas patentes em diferentes países sendo avaliadas, China, Alemanha, nos Estados Unidos e também no Reino Unido.

Os processos começaram quando a Apple decidiu não pagar o preço de royalties estabelecidos pela Qualcomm, passando a utilizar as tecnologias da empresa sem pagar por elas. Por outro lado, a Qualcomm decidiu que quer uma porcentagem da venda dos iPhones em retorno das patentes não pagas.

Recentemente, a empresa dos iPhones foi condenada a pagar U$ 31 milhões para a fabricante do Snapdragon por utilizar tecnologias relacionadas ao consumo de energia e velocidade de iniciações nos modelos iPhone 7, iPhone 7 Plus, iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X.

Em nota oficial, a Qualcomm ressaltou que o rápido sucesso da Apple só foi possível por causa das tecnologias bem aprimoradas que roubou dela e que há dezenas de milhares de patentes que ainda serão revisadas.

Essa briga ainda vai longe e pode demorar um pouco para sair um resultado, até lá, mais desdobramentos devem pintar por aqui.

Fonte: USITC

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.