União Europeia aprova o polêmico Artigo 13, que muda a lei do copyright na internet
Créditos: Alphr

União Europeia aprova o polêmico Artigo 13, que muda a lei do copyright na internet

Parlamento afirma que medida ajuda produtores menores de conteúdo, mas críticos veem censura

Depois de muita polêmica e protestos, o Parlamento Europeu aprovou o Artigo 13 e 11 da Diretiva de Copyright no Mercado Digital por 348 votos contra 274, passando alterações na lei do copyright que vão impactar produtores de conteúdo na internet. Enquanto defensores da proposta afirmam que a mudança virá para proteger produtores menores de conteúdo, críticos da proposta argumentam que ela vai restringir muito o tipo de conteúdo que pode ser produzido, agindo como uma censura.

Explicando de uma maneira bem simplificada, a União Europeia começou a debater sua nova Diretiva, cujo nome original é Directive on Copyright in the Digital Single Market, com o intuito de tentar melhorar a distribuição de renda obtida pelas plataformas onde conteúdos são postados, em relação aos seus criadores. O YouTube, por exemplo, fica com uma parcela bem maior da renda obtida pelos vídeos postados nele do que as pessoas que realmente fazem esses vídeos. Como parte dessa Diretiva, no entanto, aparece o Artigo 13, que começou uma polêmica porque ele estabelece que a responsabilidade de evitar que conteúdo com copyright seja postado sem autorização é da plataforma, não do indivíduo. Críticos da proposta temem que essa medida vai fazer com que os gigantes, como YouTube, Google e Facebook, criem filtros de detecção de copyright ainda mais restritivos, que vão impedir principalmente os canais menores de conseguirem postar criações, porque eles não vão contar com a credibilidade dos grandes canais já melhor estabelecidos.

11/03/2019 às 10:00
Notícia

YouTube começa a exibir checagem de fatos em resultados de pe...

A novidade está disponível na Índia e deve chegar ao resto do mundo em breve

O Artigo 13 também pode ser problemático para plataformas menores. Gigantes como o YouTube poderão negociar licenças de copyright de conteúdo, como o site já faz inclusive. Enquanto isso, sites com menor expressividade podem não ter nome ou orçamento para emplacar acordos que permitam a postagem de mais conteúdos autorais. Isso afeta principalmente músicas, imagens e trechos de vídeo.

Uma outra preocupação com o Artigo 13 que tem circulado na internet é que a medida pode "matar os memes". Mas isso, como explicado pela Wired, dificilmente aconteceria, porque o texto da lei prevê que conteúdo com copyright está isento de autorização quando suado para humor, sátira, caricaturas e etc. 

Fonte: Wired
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

ALEXA é MAIS que uma caixinha de SOM! Veja o que a ASSISTENTE da AMAZON consegue fazer

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.