Queda nos preços de SSDs PCIe aumenta popularidade do formato
Créditos: Tested

Queda nos preços de SSDs PCIe aumenta popularidade do formato

Componentes mais rápidos devem se tornar o novo padrão até o fim de 2019

Os SSDs estão disponíveis no mercado há alguns anos e estão cada vez mais presentes nos computadores e notebooks de todo mundo, por serem bem mais rápidos que os HDDs tradicionais. Mas a maioria dos componentes não alcança todo seu potencial porque ainda usa a tecnologia de conexão chamada SATA 3, a mesma usada em HDDs. Só que a tendência do mercado nos diz que 2019 vai ser o ano que isso vai mudar. 

Existem SSDs que usam a tecnologia PCIe para se comunicar com o computador ou notebook, a mesma comunicação feita com placas de vídeo e outros componentes periféricos. Essa tecnologia é bem mais rápida que o SATA 3 e possibilita então, velocidades ainda melhores para esse tipo de drive de armazenamento. Para se ter uma noção, a conexão SATA 3 geralmente oferece velocidades de transferência de dados de até 560 MB/s, enquanto o PCIe fica entre os 1 GB e 3 GB/s. Quase seis vezes mais velocidade.

A diferença no preço seria o principal motivo para SSDs SATA 3 terem se popularizado primeiro, mas quedas constantes no valor cobrado pelos modelos PCIe vão possibilitar que eles se tornem o novo padrão nas casas das pessoas ainda este ano. É isso que o mercado estima, com o modelo mais rápido passando a marca dos 50% da fatia de mercado até o final de 2019.

Isso acontece principalmente porque o preço dos SSDs PCIe cai mais rápido que os modelos SATA 3. Tomando-se como base os modelos de 512GB, para comparação, o preço caiu cerca de 11% no primeiro trimestre de 2019 nos SSDs PCIe, enquanto os drives que usam SATA 3 tiveram uma redução de apenas 9% no preço. Se a tendência continuar assim, a diferença de valor entre os componentes vai compensar sem dificuldade a versão mais rápida deles.

Fonte: Adrenaline
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.