IBM desenvolve exame de sangue AI que pode ajudar na detecção precoce de Alzheimer
Créditos: Payamesalamat

IBM desenvolve exame de sangue AI que pode ajudar na detecção precoce de Alzheimer

A empresa acredita que seu exame pode prever o risco da doença com precisão de até 77%

Um grupo de pesquisadores da International Business Machines (IBM) aproveitou os poderes do machine learning para descobrir uma maneira de detectar um marcador biológico associado ao Alzheimer - um peptídeo chamado beta-amilóide - com um simples exame de sangue. A solução que surgiu pode até detectar o risco de um indivíduo para a doença mais cedo do que uma varredura cerebral e muito antes de os sintomas começarem a aparecer.

De acordo com um estudo publicado em 2017, a concentração de beta-amilóide na medula espinhal de uma pessoa começa a mudar décadas antes dos primeiros sinais da doença aparecerem. Pessoas que já experimentam comprometimento cognitivo leve com uma concentração anormal do peptídeo em seu líquido espinal estão aparentemente 2,5 vezes mais propensas a desenvolver a doença.

10/01/2019 às 09:34
Notícia

IBM lança Q System One, primeiro computador quântico para uso...

O equipamento ainda é um modelo experimental e não é projetado para tarefas do dia a dia

Como colher fluido espinhal é algo invasivo e caro, além de não ser ideal para um procedimento de detecção precoce, os cientistas da IBM usaram o machine learning para identificar as proteínas no sangue que podem prever a concentração do biomarcador no fluido espinhal. A IBM acredita que seu exame de sangue pode ajudar a prever o risco de Alzheimer com uma precisão de até 77%.

A empresa disse que é a primeira vez que a tecnologia é usada para essa finalidade específica, e pretende continuar usando AI para ajudar os cientistas a entender melhor condições como o Alzheimer e talvez, no futuro, usá-la para auxiliar no desenvolvimento de uma cura.

Continua depois da publicidade

A doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa terminal que tem sido historicamente diagnosticada com base na observação de perda de memória significativa. Atualmente, não há cura ou terapia modificadora para esta doença, apesar de centenas de ensaios clínicos serem conduzidos desde 2002.

Via: Engadget Fonte: IBM
Microsoft anuncia investimento de US$1 bilhão na OpenAI, empresa de IA fundada por Elon Musk

Microsoft anuncia investimento de US$1 bilhão na OpenAI, empresa de IA fundada por Elon Musk

O objetivo é criar uma Inteligência Geral Artificial que corresponda ao intelecto humano


Barsys cria barman robô que pode preparar seus coquetéis favoritos em sua casa

Barsys cria barman robô que pode preparar seus coquetéis favoritos em sua casa

Pelo valor de US$ 1500, é possível fazer um dos 2000 drinks pré-definidos ou criar sua bebida na máquina


Elon Musk diz que testes do chip cerebral em humanos deve começar no próximo ano

Elon Musk diz que testes do chip cerebral em humanos deve começar no próximo ano

A tecnologia está sendo desenvolvida por uma startup financiada pelo CEO da Tesla


Inteligência Artificial resolve cubo mágico em apenas um segundo

Inteligência Artificial resolve cubo mágico em apenas um segundo

A IA usa técnicas de aprendizado de máquina para decidir a solução ideal


Cientistas desenvolvem tecnologia APDs que promete ser mais rápida e eficiente que o silício

Cientistas desenvolvem tecnologia APDs que promete ser mais rápida e eficiente que o silício

A tecnologia pode ser aplicada em sistemas espaciais de comunicação óptica livre do futuro