Facebook toma medidas para limitar conteúdo anti-vacinação
Créditos: The Daily Beast

Facebook toma medidas para limitar conteúdo anti-vacinação

Páginas e grupos não serão mais exibidos, e o Facebook vai parar de recomendar o conteúdo

26/01/2019 às 17:50
Notícia

YouTube vai ficar mais exigente com suas recomendações e para...

Empresa anunciou mudança que vai afetar vídeos que chegam perto demais de violar as regras

O Facebook está tomando medidas para limitar a disseminação de conteúdo anti-vacinal. A rede social não irá mais exibir páginas e grupos que divulgam conteúdo anti-vacinação nos resultados de busca, e não vai recomendar para que os usuários participem.

Promover esse tipo de conteúdo é contra as regras do Facebook a partir de agora. Anúncios com informações incorretas sobre vacinas não serão permitidos, e a segmentação da rede que permitia anunciantes alcançarem usuários mais facilmente, termos como "controvérsias sobre vacinas" por exemplo, foi removida.

Além disso, o Facebook irá procurar o conteúdo proativamente, ou seja, antes de alguém denunciá-lo. Antes, se um usuário denunciasse uma fraude sobre vacinação para os verificadores de fatos, o Facebook limitaria o alcance da postagem. Com essa mudança, a companhia vai limitar a disseminação de fraudes conhecidas e identificadas pela Organização Mundial de Saúde e pelos Centros de Controle de Prevenção de Doenças dos EUA antes mesmo de chegar a um verificador de fatos.

O Facebook não é a primeira empresa a fazer alterações para combater o conteúdo anti-vacinação. O YouTube parou de exibir anúncios ao lado de vídeos anti-vacinação no mês passado, e o Pinterest parou de mostrar resultados de pesquisa para consultas de vacinação.

Continua depois da publicidade

01/03/2019 às 09:05
Notícia

YouTube começa a desabilitar comentários em vídeos que envolv...

Apenas alguns criadores de conteúdo poderão usar o recurso, mas terão que fazer moderação frequentemente

As regras sobre desinformação do Facebook indicam que a companhia não quer decidir o que é verdade ou mentira.  Se o conteúdo falso for denunciado por um usuário e depois confirmado por um verificador de fatos, o Facebook limitará a distribuição da postagem, mas o compartilhamento de notícias falsas por si só não é realmente contra as regras. O Facebook está tomando medidas extras para combater o conteúdo anti-vacinação, mas não está tirando o conteúdo completamente.

Boatos anti-vacinação não são novos, mas tem sido lembrados nos últimos tempos graças a um surto de sarampo em Washington, com 71 casos confirmados até agora. Esse surto renovou as preocupações sobre a desinformação nas mídias sociais como um condutor de pais que se recusam a vacinar seus filhos.

Continua depois da publicidade

Fonte: Recode
IGTV, do Instagram, finalmente ganha suporte para vídeos na horizontal

IGTV, do Instagram, finalmente ganha suporte para vídeos na horizontal

O serviço foi lançado para ser o lar de produções feitas exclusivamente para smartphones


Google ganha opção que permite pedir comida sem fazer download de aplicativos de delivery

Google ganha opção que permite pedir comida sem fazer download de aplicativos de delivery

Os serviços compatíveis com a novidade ainda não estão no Brasil


Adobe Premiere Rush CC é lançado para Android; Veja os aparelhos compatíveis

Adobe Premiere Rush CC é lançado para Android; Veja os aparelhos compatíveis

O editor de vídeos traz recursos avançados para o smartphone


SpaceX adia lançamento dos 60 satélites da Starlink

SpaceX adia lançamento dos 60 satélites da Starlink

O objetivo da iniciativa é levar internet via satélite para diversas regiões do mundo


Morre Grumpy Cat, a celebridade felina favorita da internet

Morre Grumpy Cat, a celebridade felina favorita da internet

Tardar Sauce conquistou sua fama na internet em 2012 e foi até protagonista de filme