Huawei responde alegações dos EUA sobre comprometimento de rede no discurso do MWC 2019
Créditos: Neowin

Huawei responde alegações dos EUA sobre comprometimento de rede no discurso do MWC 2019

Guo Ping disse que para ter um ambiente cibernético seguro, todos precisam trabalhar em conjunto

Guo Ping, o presidente rotativo da Huawei, usou o discurso de abertura da empresa no MWC 2019 para responder às alegações dos EUA de que a Huawei compromete as redes propositadamente. Ele disse que, para construir um ambiente cibernético seguro, todos precisam trabalhar em conjunto com padrões unificados e regulamentos claros.

15/02/2019 às 10:36
Notícia

Telus afirma que sem a Huawei o 5G será mais caro e vai demor...

Empresa de telecomunicações canadense publicou documento sobre banimento da Huawei no país

A Huawei é a primeira empresa a implantar redes 5G em escala, disse Guo. Seu discurso de abertura - “Levando você para o 5G mais seguro, rápido e inteligente” - descreveu como a empresa desenvolveu as redes 5G mais poderosas, simples e inteligentes do mundo e argumentou que tal inovação não é nada sem segurança. Ele pede que a indústria e os governos trabalhem juntos e adotem padrões unificados de segurança cibernética.

Os Estados Unidos têm pressionado seus aliados a pararem de usar as soluções da Huawei em suas redes 5G sobre o suposto risco de segurança que representam. O Reino Unido está atualmente revisando se manterá ou não a Huawei em suas redes e as operadoras estão dizendo que, se a empresa for banida, isso retardará a implantação do 5G e causará aumento de custos.

Em sua declaração, Guo Ping disse:

“Para criar um ambiente cibernético seguro para todos, precisamos de padrões, precisamos de regulamentação baseada em fatos e precisamos trabalhar juntos. … Para construir um sistema no qual todos possamos confiar, precisamos de responsabilidades alinhadas, padrões unificados e regulamentação clara. (…) Concordo plenamente com as recomendações recentes: os governos e os operadores móveis devem trabalhar em conjunto para chegar a acordo sobre o regime de certificação e teste de garantia da Europa. NESAS é uma boa ideia e eu recomendaria estendê-lo ao mundo. … A Huawei não tem e nunca irá plantar backdoors. E nunca permitiremos que alguém mais faça isso em nosso equipamento. ”.

Guo também apontou que era irônico que os EUA estivessem atacando a empresa por facilitar a espionagem quando a lei americana CLOUD Act, aprovada no ano passado, permite que as autoridades federais obriguem as empresas de tecnologia dos EUA a fornecer dados armazenados em seus servidores, sendo baseados nos Estados Unidos ou não.

Você pode conferir o discurso feito por Guo Ping na íntegra aqui.

Continua após a publicidade

20/02/2019 às 11:44
Notícia

Série P30 da Huawei será lançada no dia 26 de março

O evento será realizado em Paris e a maior novidade pode ser uma nova capacidade de zoom

Via: Neowin Fonte: Huawei
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.