Modders fazem Ubuntu rodar em notebooks com processadores da Qualcomm

Laptops com chipsets ARM poderiam ter desempenho superior usando software livre ao invés do Windows

Modders fazem Ubuntu rodar em notebooks com processadores da Qualcomm
Créditos: HP / Divulgação (com edição nossa)

Programadores e hackers de dispositivos conseguiram rodar o sistema operacional de código aberto Ubuntu em laptops que utilizam o chipset Snapdragon 835 da Qualcomm – inicialmente lançado para smartphones topo de linha. A ideia de grupo de modders é fazer com que esses notebooks possuam uma experiência de usuário de maior desempenho do que usando o SO da MicrosoftWindows 10, que vem de fábrica.

Conforme aponta o site Fudzilla, laptops com chipsets ARM (como o Snapdragon 835) e Windows foram criticados por seu desempenho fraco e compatibilidade ruim com aplicativos desenvolvidos nativamente para o Windows 10. Entre eles estão o HP Envy x2 de 1ª geração e o Asus NovaGo.

Site oficial: Plataforma Snapdragon para PCs com 4G

No momento, a distribuição de Ubuntu customizada para esses dois notebooks – e também para o Lenovo Miix 630 – é bastante precária e possui muitas limitações. Não é possível usar o Wi-Fi e até mesmo o suporte para armazenamento interno está bloqueado, pois ele necessita da ainda ausente compatibilidade com a tecnologia UFS.

Quem tiver um desses três laptops e desejar se aventurar com esse Ubuntu para ARM pode baixar as imagens pré-criadas através do GitHub. Só recomendamos que você faça isso se for um usuário avançado e tiver absoluta certeza do que estiver fazendo, afinal é possível causar danos ao seu dispositivo caso o processo seja feito de maneira incorreta.

Via: Fudzilla, Tech Republic

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.