Estudantes hackeiam drones de consumo para detectar minas terrestres
Créditos: Inverse

Estudantes hackeiam drones de consumo para detectar minas terrestres

O projeto ganhou um prêmio no concurso Create the Future Technology

Dois estudantes da Universidade Binghamton de Nova York desenvolveram uma maneira de detectar com sucesso  minas terrestres usando drones de consumo hackeados e equipados com câmeras térmicas. Na última quarta-feira, o projeto de Jasper Baur e William Frazer conquistou o primeiro lugar na categoria Aeroespacial e Defesa no concurso Create the Future Technology.

Jasper Baur à esquerda e William Frazer à direita.

Baur e Frazer focaram especificamente em minas terrestres que foram desenvolvidas pela União Soviética e foram usadas na guerra soviético-afegã, que durou até 1989. 

08/02/2019 às 15:00
Notícia

Amazon tem patente de entrega de drones "Drone Marker and Lan...

A patente foi solicitada em 2016 e aprovada na última terça-feira, dia 5

Continua depois da publicidade

O método de detecção de minas baseado em drones aproveita a diferença de assinaturas de calor entre as minas e a paisagem circundante. As minas terrestres aquecem mais rápido que o ambiente, tornando-as detectáveis por câmeras térmicas.

Montar as câmeras térmicas em drones permite que uma área seja escaneada mais rapidamente, com um melhor ponto de vista, e este método mantém as varredoras afastadas de qualquer perigo em potencial.

Os dois estudantes querem usar inteligência artificial e machine learning para tornar o processo de identificar locais de minas totalmente autônomo.

Continua depois da publicidade

Minas terrestres ou explosivos antipessoais foram proibidos desde 1977. Porém, muitos deles foram usados continuam a matar ou ferir cerca de 10 pessoas por dia. Algumas delas, como a mina Butterfly feita na Rússia, são quase impossíveis de serem detectadas com as técnicas tradicionais de varredura de minas. Essa solução baseada em drones, portanto tem o potencial de reduzir um grande número de vítimas pelo mundo.

Fonte: DroneDJ
FaceApp já foi baixado por mais de 150 milhões de usuários - e possui os dados de todos eles

FaceApp já foi baixado por mais de 150 milhões de usuários - e possui os dados de todos eles

O app viral se tornou o mais bem classificado da App Store em 121 países


Uma vulnerabilidade no Bluetooth pode entregar sua localização a hackers

Uma vulnerabilidade no Bluetooth pode entregar sua localização a hackers

Segundo estudo, pulseiras inteligentes são os alvos mais fáceis para um possível ataque


Throwflame apresenta o lança-chamas para drones TF-19 Wasp por US$1.500

Throwflame apresenta o lança-chamas para drones TF-19 Wasp por US$1.500

O acessório oferece fogo a no máximo 25 pés de altura por quase dois minutos sem parar


FaceApp, aplicativo que te deixa idoso, coleta muitos dados dos smartphones dos usuários

FaceApp, aplicativo que te deixa idoso, coleta muitos dados dos smartphones dos usuários

O termo de uso diz que as informações podem ser compartilhadas com "parceiros de negócio"


Alphabet lança aplicativo de controle de tráfego aéreo para drones na Austrália

Alphabet lança aplicativo de controle de tráfego aéreo para drones na Austrália

O App gratuito OpenSky deve ajudar a planejar os voos com mais segurança