Estudantes hackeiam drones de consumo para detectar minas terrestres
Créditos: Inverse

Estudantes hackeiam drones de consumo para detectar minas terrestres

O projeto ganhou um prêmio no concurso Create the Future Technology

Dois estudantes da Universidade Binghamton de Nova York desenvolveram uma maneira de detectar com sucesso  minas terrestres usando drones de consumo hackeados e equipados com câmeras térmicas. Na última quarta-feira, o projeto de Jasper Baur e William Frazer conquistou o primeiro lugar na categoria Aeroespacial e Defesa no concurso Create the Future Technology.

Jasper Baur à esquerda e William Frazer à direita.

Baur e Frazer focaram especificamente em minas terrestres que foram desenvolvidas pela União Soviética e foram usadas na guerra soviético-afegã, que durou até 1989. 

08/02/2019 às 15:00
Notícia

Amazon tem patente de entrega de drones "Drone Marker and Lan...

A patente foi solicitada em 2016 e aprovada na última terça-feira, dia 5

O método de detecção de minas baseado em drones aproveita a diferença de assinaturas de calor entre as minas e a paisagem circundante. As minas terrestres aquecem mais rápido que o ambiente, tornando-as detectáveis por câmeras térmicas.

Montar as câmeras térmicas em drones permite que uma área seja escaneada mais rapidamente, com um melhor ponto de vista, e este método mantém as varredoras afastadas de qualquer perigo em potencial.

Os dois estudantes querem usar inteligência artificial e machine learning para tornar o processo de identificar locais de minas totalmente autônomo.

Minas terrestres ou explosivos antipessoais foram proibidos desde 1977. Porém, muitos deles foram usados continuam a matar ou ferir cerca de 10 pessoas por dia. Algumas delas, como a mina Butterfly feita na Rússia, são quase impossíveis de serem detectadas com as técnicas tradicionais de varredura de minas. Essa solução baseada em drones, portanto tem o potencial de reduzir um grande número de vítimas pelo mundo.

Fonte: DroneDJ
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

A GoPro HERO9 Black chegou - praticamente PERFEITA!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.