Xiaomi anuncia Redmi Note 7 com câmera de 48MP custando apenas o equivalente a US$ 150
Créditos: Xiaomi

Xiaomi anuncia Redmi Note 7 com câmera de 48MP custando apenas o equivalente a US$ 150

Smartphone marca a estreia da Redmi como submarca da Xiaomi, não mais apenas uma linha

Os dispositivos Redmi podem ser mais competitivos do que nunca. É isso que indica a estreia de seu primeiro smartphone oficial na submarca, o Redmi Note 7 que, conforme o esperado, chega com uma câmera de impressionantes 48MP, por um preço bastante agressivo: 999 yuans, o equivalente a, mais ou menos, US$ 150 na cotação atual.

Isso dá menos de R$ 600, um valor que atualmente só compraria dispositivos de entrada, mas o Note 7 está mirando num respeitável segmento intermediário, vindo com uma tela de 6,3'' LCD de bordas finas e um competente processador Snapdragon 660, além da câmera surpreendente, que é sua principal divulgação. O aparelho vem também com um segundo sensor na parte de trás, de 5MP, que serve mais para tirar fotos no modo retrato e outros recursos de inteligência artificial.

Em seu notch estilo waterdrop encontramos uma câmera de 13MP. A bateria tem 4.000mAh de capacidade, compatível com Quick Charge 4, da Qualcomm. O aparelho conta também com conexão USB-C, mas não abandona o P2, a conexão tradicional de 3,5mm analógica para fones de ouvido.

03/01/2019 às 10:37
Notícia

Linha Redmi da Xiaomi vira submarca e dá pista sobre suposto ...

Novas informações estão por vir em uma coletiva de imprensa no dia 10 de janeiro

O Redmi Note 7 vai ser disponibilizado nas cores azul, "dourado crepúsculo" (que está mais pra rosa) e preta. O dispositivo anunciado por 999 yuans vem com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento, mas há também uma versão de 4+64GB por 1.199 yuans e uma de 6+64GB por 1.399 yuans. A pré-venda já começou e as unidades começam a ser enviadas no dia 15 de janeiro.

Fonte: GSMArena
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.