Drones interrompem atividades do segundo aeroporto mais movimentado de Londres
Créditos: Peter Nicholls/Reuters

Drones interrompem atividades do segundo aeroporto mais movimentado de Londres

Voos do aeroporto de Gatwick foram suspensos ou encaminhados para aeroportos próximos

Drones causaram o caos para milhares de viajantes no aeroporto de Gatwick, segundo aeroporto mais movimentado de Londres. Funcionários disseram que 110 mil passageiros e 760 voos estariam agendados hoje, mas nenhum deles pode decolar ou pousar  por causa das inferências de drones que vem ocorrendo.

110 mil passageiros e 760 voos estariam agendados para hoje, mas nenhum desses vôos pode decolar ou pousar.

Os primeiros atrasos aconteceram ontem à noite. As operações normais de voo foram retomadas por volta das 3h da manhã, para serem interrompidas novamente uma hora depois, quando um drone foi visto novamente.

O chefe de operações do aeroporto de Gatwick, Chris Woodroofe, disse à BBC News que dois drones foram vistos voando sobre a cerca do perímetro e onde a pista opera. Ele chamou as ações de "irresponsáveis" e disse que pode levar dias para o aeroporto retomar as operações normais durante o período mais movimentado do ano.

Segundo a polícia de Sussex, não há sinais de que o incidente esteja relacionado ao terrorismo. No entanto, a atividade é rotulada como suspeita. Justin Burtenshaw, o oficial encarregado da investigação, disse:

 

“Ainda estamos avistando o drone em torno do campo de pouso. Cada vez que acreditamos nos aproximar do operador, o drone desaparece e quando olhamos para reabrir o campo, o drone reaparece, então estou absolutamente convencido de que é um ato deliberado para atrapalhar o aeroporto de Gatwick.”

 

De acordo com Woodroofe, 20 unidades policiais de duas forças estavam caçando o piloto.

O aeroporto de Gatwick permanece fechado por enquanto. Muitos vôos foram encaminhados para aeroportos próximos, como Heathrow, Luton, Birmingham e Manchester, mas também para Amsterdã e Paris. Um novo drone foi visto nas últimas horas e, segundo Woodroofe disse à BBC, os voos só serão retomados "quando for seguro".

Drones podem ser usados para o bem de muitas maneiras diferentes e muitas vidas foram salvas com a ajuda deles. No entanto, os drones também têm sido motivo de grandes preocupações para muitos pilotos de aeronaves, tripulantes, aeroportos e oficiais de segurança em todo o mundo.

Colocar a segurança de uma aeronave em perigo com um drone pode resultar em cinco anos de prisão.

Segundo o código que legisla a utilização de drones, voos acima de 120m de altura ou dentro de 1km de um aeroporto ou limite de campo de pouso são contra a lei.  Se o drone colocar a segurança de uma aeronave em perigo, é considerado ofensa criminal e a pessoa pode ir para a prisão por cinco anos.

Você pode conferir o Drone Code na íntegra e as orientações do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) no Brasil nos links.

Fonte: DroneDj
SwellPro lança drones à prova d'água para pesca e esportes radicais

SwellPro lança drones à prova d'água para pesca e esportes radicais

É possível voar com o Splash Drone 3+ em tempo de chuva e até neve


DJI se posiciona sobre enquadramento do drone Mavic Mini no Brasil

DJI se posiciona sobre enquadramento do drone Mavic Mini no Brasil

No Brasil, o que vale é o "peso de decolagem máximo" e não "peso de decolagem"


DJI explica por que está fazendo investimentos em robótica

DJI explica por que está fazendo investimentos em robótica

Para a empresa, o entendimento da área está se tornando cada vez mais essencial para o dia a dia


Pilotos de drones precisarão passar por teste obrigatório no Reino Unido

Pilotos de drones precisarão passar por teste obrigatório no Reino Unido

Nova regulamentação exige registro online e que usuários concluam prova teórica


Anac vai rever regras para uso de drones no Brasil

Anac vai rever regras para uso de drones no Brasil

A agência abriu processo de tomada de subsídios para pessoas contribuírem com a revisão