Túnel da Boring Company é inaugurado e primeiros usuários contam sua experiência
Créditos: The Boring Company / Divulgação

Túnel da Boring Company é inaugurado e primeiros usuários contam sua experiência

Caminho escavado pela empresa de Elon Musk sob Los Angeles é comparado à andar de montanha-russa

A companhia de infraestrutura e de construção de túneis de Elon Musk, The Boring Company, inaugurou seu primeiro túnel sob a cidade de Los Angeles. O caminho escavado possui 1,84km de extensão, por onde o usuário viaja numa velocidade de 64km/h, que se transformam em 40km/h no final por motivos de segurança

18/05/2018 às 14:21
Notícia

Elon Musk planeja cobrar US$ 1 por caronas em túneis da Borin...

Método de transporte pode carregar até 16 passageiros e viajar a 240km/h

Para marcar a ocasião, Musk convidou jornalistas para testarem a invenção e publicarem sobre suas experiências. Elizabeth Lopatto, do site The Verge, e Geoffrey Fowler, do Washington Post deram vereditos parecidos. Para eles, andar no túnel da Boring Company é comparável com um passeio de montanha-russa.

Site oficial: The Boring Company

Segundo eles, o tempo médio para completar essa viagem é de cerca de 2 minutos, o que é uma grande melhoria em comparação com um trânsito parado em horário de pico. Ao invés disso, o usuário do túnel anda o percurso de quase 2km sem parar, cerca de 12m abaixo do solo.

Além da Tesla: Conheça as outras empresas de Elon Musk

Como já havia sido anunciado anteriormente, o usuário entra no túnel dentro do seu próprio carro, usando um elevador. No momento, o único elevador do tipo está escondido num prédio da Boring Company guardado por seguranças fortemente armados.

Depois disso, o veículo é carregado por trilhos bastante irregulares num túnel que tem diâmetro interno de apenas 3,6m, Ou seja, suficiente apenas para entrar o carro, e bem menor do que um túnel de metrô.

Continua após a publicidade

O túnel foi pensado para ser usado com carros elétricos e autônomos no futuro, em velocidades de até 241km/h. Elon Musk gostaria de cobrar US$ 1 para que ele seja utilizado por um carro de transporte público compartilhado e US$ 4 para um carro privado. Quando isso irá se concretizar é algo que a companhia ainda não conseguiu esclarecer.

 

 

Via: Washington Post, The Verge
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.