Nova sonda espacial da China quer explorar os

Nova sonda espacial da China quer explorar os "segredos da Lua"

Lançamento aconteceu no dia 7. Confia o vídeo

O ano já está acabando, mas ainda existe tempo para acirrar a corrida espacial. A China realizou na sexta-feira, 7, o lançamento da sonda Chang'e-4, que tem como objetivo descobrir alguns "segredos" da Lua.

O lançamento da sonda espacial aconteceu com o foguete chinês Long March 3B e levou para a vizinha mais próxima da Terra uma estação de pouso e um rover, veículo para exploração do terreno lunar.

Segundo o governo chinês, o novo veículo é mais leve que os modelos antecessores enviados pelo país até a Lua. O objetivo é facilitar a exploração e pesquisa do "lado escuro" do satélite natural, a parte que não pode ser vista da Terra.

O ano de 2018 foi bastante movimentado para a exploração espacial. Recentemente, a Nasa pousou a sonda InSight em Marte e já divulgou imagens capturadas pelo módulo. A Rússia também anunciou planos de alcançar o planeta vermelho e a SpaceX, empresa de Elon Musk, revelou que levará um "turista' para a Lua em 2023.

Via: CGTN
Astrônomos criam o primeiro mapa global de Titã, a maior lua de Saturno

Astrônomos criam o primeiro mapa global de Titã, a maior lua de Saturno

Mapa foi criado com a ajuda de dados enviados pela sonda Cassini, da NASA


Carros autônomos são 25% melhores na tomada de decisão do que motoristas egoístas

Carros autônomos são 25% melhores na tomada de decisão do que motoristas egoístas

Novos sistemas classificam motoristas como egoístas ou generosos


Xiaomi lança teaser preparando lançamento de um novo modelo de Mi Band

Xiaomi lança teaser preparando lançamento de um novo modelo de Mi Band

Pulseira inteligente será apresentada na quinta-feira (21)


Cientistas planejam utilizar montanhas para gerar eletricidade

Cientistas planejam utilizar montanhas para gerar eletricidade

Fluxo de ar e sistema de pressão garantem o funcionamento da tecnologia desenvolvida


Huawei pode receber extensão para continuar trabalhando com empresas dos EUA

Huawei pode receber extensão para continuar trabalhando com empresas dos EUA

Prazo de 90 dias renovado anteriormente termina nesta segunda-feira