Nvidia Titan RTX chega com maior desempenho para cientistas e profissionais
Créditos: Nvidia / Divulgação

Nvidia Titan RTX chega com maior desempenho para cientistas e profissionais

Nova GPU não é pensada para games, mas sim para trabalhar com IA e criação de conteúdo

A Nvidia apresentou a sua nova placa de vídeo para o mercado prosumer, a Titan RTX, que chega com um desempenho superior ao da RTX 2080 Ti para se tornar o topo da linha com arquitetura Turing. Diferente do que acontece na linha GeForce, porém, o novo modelo tem maior foco em públicos como cientistas ou profissionais.

11/10/2018 às 11:26
Notícia

Teal One é o drone equipado com Nvidia Jetson que alcança até...

O primeiro drone topo de linha da Teal mistura design compacto e velocidade

Segundo a própria Nvidia, a Titan RTX é recomendada para tarefas como processamento de Inteligência Artificial (IA), ciência baseada em dados, desenvolvedores de deep learning e criação de conteúdo.

Site oficial: Nvidia Titan RTX

Algo que ajudará muito para isso é a presença de 576 núcleos tensor na nova placa de vídeo, aliados a 24GB de memória GDDR6. Isso em comparação com 384 núcleos tensor na Quadro RTX 5000 (e 16GB GDDR6) e 544 (com 11GB GDDR6) na RTX 2080 Ti.

Esses núcleos ajudam a melhorar o treinamento e a inferência de redes neurais, algo essencial para algumas vertentes da pesquisa em aprendizado de máquina. Para completar, a Titan RTX ainda traz suporte para o NVLink, permitindo usar dois modelos em conjunto para acelerar ainda mais o processamento dos dados.

A Titan RTX já aparece no site oficial da Nvidia, e deverá estar à venda antes do fim do mês de dezembro de 2018. Ela vai custar US$ 2.500, contra US$ 1.200 da RTX 2080 Ti e US$ 2.300 da Quadro RTX 5000.

Continua após a publicidade

Confira abaixo as especificações mais importantes da Titan RTX:
- 4608 núcleos CUDA
- 1770MHz em boost
- 576 Tensor Cores Turing
- 72 RT Cores
- 24GB de memória GDDR6
- 100GB/s de tranferência entre placas através do NVLink

Via: Adrenaline, Toms Hardware
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.