WhatsApp vai reproduzir automaticamente as mensagens de voz enviadas em sequência

WhatsApp vai reproduzir automaticamente as mensagens de voz enviadas em sequência

Recurso apareceu na versão Beta do aplicativo; confira como vai funcionar:

Novo recurso de reproduzir áudios no WhatsApp em sequência está sendo testado na versão Beta do aplicativo de mensagens no Android. A versão em que a função vai ser adicionada é a 2.18.362, e ainda está em fase de testes e não foi disponibilizada para os usuários comuns.

Ela vai ser acionada quando mais de um áudio em sequência for enviado, portanto não será necessário ficar dando play em áudios de um a um, já que o próprio WhatsApp vai identificar a presença de outro áudio e reproduzir a sequência da mensagem de voz.

 

É possível ver no GIF acima que há um curto espaço de tempo quando um áudio para e outro começa, isso acontece porque quando uma mensagem de voz finaliza um recurso sonoro vai indicar isso ao usuário, informando que o áudio acabou e um novo irá começar. Quando todos os áudios forem reproduzidos, um novo som vai indicar isso também.

O recurso já está chegando a alguns usuários iOS, mas ainda não está disponível para Android. É possível que o aplicativo estejas aprimorando alguns recursos para atualizar em todos os smartphones.

Na próxima atualização do aplicativo esse recurso já vai estar disponível.

Via: wabetainfo
User img

Ana Luiza Pedroso

Whatsapp deve ter funcionalidade de Boomerang em breve

Whatsapp deve ter funcionalidade de Boomerang em breve

O aplicativo de mensagens do Facebook traz novidades para se manter forte contra o Telegram


JBL lança Link Bar por US$399,95 com Android TV e acesso ao Assistente do Google

JBL lança Link Bar por US$399,95 com Android TV e acesso ao Assistente do Google

O Link Bar tem três entradas HDMI, e uma HDMI ARC com suporte para exibição de vídeos em 4K


Receita Federal apreende R$ 150 mil em eletrônicos após ostentação em redes sociais

Receita Federal apreende R$ 150 mil em eletrônicos após ostentação em redes sociais

Suspeita surgiu quando perfil de loja publicou foto com diversos celulares