China anuncia criação de cidade de eSports com 17 mil metros quadrados
Créditos: People.cn

China anuncia criação de cidade de eSports com 17 mil metros quadrados

Governo chinês deverá investir o equivalente a R$ 1 bilhão mirando nos Jogos Asiáticos de Hangzhou

O governo da China anunciou a criação do que está sendo chamada de "cidade dos eSports" em Hangzhou, que será localizada na parte leste do país asiático. O complexo terá 17.000 m e vai custar CNY 1,8 bilhão (R$ 1 bilhão em conversão direta).

08/11/2018 às 11:23
Notícia

Estatal chinesa cria âncora com inteligência artificial para ...

Em declaração, empresa disse que isso ajudará a cortar custos e melhorar produção

A construção já foi iniciada e deverá ficar pronta até 2022, a tempo dos jogos asiáticos de Hangzhou. Essa será a primeira vez que um evento de esportes gerais dessa proporção irá contar com a presença de ciberatletas e distribuir medalhas.

De acordo com o site do canal SporTV, o espaço vai incluir um hotel temático, um hospital para os jogadores, um centro acadêmico de eSports e um parque de diversão.

A primeira das acomodações será a que vai abrigar a tradicional equipe de League of Legends da PSG.LGD. No total, serão construídas 13 instalações para gamers no complexo.

Continua depois da publicidade

A expectativa do governo chinês é de que esses investimentos nos eSports sejam suficientes para atrair cerca de 10 mil jovens que desejam ser ciberatletas.

Via: SporTV
Samsung cria sistema usando IA que consegue gerar vídeos a partir de uma única imagem

Samsung cria sistema usando IA que consegue gerar vídeos a partir de uma única imagem

Os softwares de deepfake usam as redes neurais para imitar movimentos reais humanos


Devolver na mesma moeda? Se China proibir produtos Apple, empresa perde 29% dos seus lucros

Devolver na mesma moeda? Se China proibir produtos Apple, empresa perde 29% dos seus lucros

No entanto, isso pode causar grandes demissões e afetar a economia chinesa ainda mais


Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês

Donald Trump diz que pode incluir a Huawei em um acordo comercial com o governo chinês

O presidente dos EUA diz considerar a empresa perigosa para a segurança do país


DJI responde governo dos EUA:

DJI responde governo dos EUA: "Dados dos consumidores não são da nossa conta"

Empresa diz que seus drones atendem requisitos do Departamento de Segurança do país


A Xiaomi voltou! Entenda o que muda com o retorno da chinesa ao Brasil

A Xiaomi voltou! Entenda o que muda com o retorno da chinesa ao Brasil

A empresa prometeu vender todo tipo de dispositivos contectados e seus smartphones, é claro