Análise: Umidigi Z2 - Um smartphone bonito e de bom desempenho, mas que peca em alguns recursos

Análise: Umidigi Z2 - Um smartphone bonito e de bom desempenho, mas que peca em alguns recursos

Apesar de fazer excelentes fotos de dia, a câmera decepciona no efeito retrato

Se você procurou saber sobre o Umidigi Z2 é porque provavelmente está buscando comprar um smartphone de custo benefício, um aparelho que lhe entregue um bom desempenho por um preço não muito alto. Nessa análise eu listo os principais pontos positivos e negativos dele para que você saiba se vale ou não a pena para o seu uso. Confira as especificações abaixo e logo em seguida os comentários sobre o dispositivo. 

Link de compra na Gearbest


 

Especificações técnicas

Preços

Preço no lançamentoR$ 1.009,00 03/07/2018U$ 187,99 23/07/2018R$ 2.099,00 04/10/2017
Preço atualizadoR$ 599,00 20/09/2018R$ 850,00 25/09/2018R$ 1.700,00 04/07/2018

Ficha Técnica

FabricanteUmidigi Samsung Xiaomi Asus
Site oficialLinkLinkLinkLink

Display

Tamanho6.2 polegadas5.5 polegadas5.84 polegadas5,5 polegadas
Resolução1080 x 2246, 403 ppi 720 x 1280, 267 dpi 1080 x 2280, 432 ppi 1920 x 1080
TecnologiaIPS Super AMOLED IPS LCD LED
Proteção2.5D curved Corning Gorilla Glass 3 Corning Gorila Glass

Câmera

Traseira16MP + 8MP 13MP Dual 12MP / 5MP 12MP + 8MP
Vídeos4k@30fps 1080p 30 fps 1080p 30 fps 4K@30fps
Frontal16MP + 8MP 5MP 5 MP 8MP
DetalhesTraseira e frontal com abertura f/2.0 Abertura de f/1.9 frontal e f/2.0 traseira, flash de LED na frontal e na traseria Traseira 12 MP (f/2.2, 1.25 ?m, PDAF) + 5 MP (f/2.2, 1.12 ?m, depth sensor), gyro-EIS, LED flash f/ 1.8 dual LED

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 8.1 Android 8.0 Android 8.1 (One) Android 7
ProcessadorMediatek Helio P23 Exynos 7570 Qualcomm Snapdragon 625 Qualcomm Snapdragon 630 ou 660
Número de núcleos8 4 8 8
Clock4 x Cortex-A53 2.0GHz + 4 x Cortex-A53 1.5GHz 4x 1.6 GHz Cortex-A53 2.0 GHz até 2.2GHz
GPUMali-G71 Mali-T720 MP2 Adreno 506 Adreno 508
Memória RAM6 GB2 GB3, 4 GB4 GB
Armazenamento interno64 GB16 e 32 GB32, 64 GB64 GB
Cartão microSDAté 256GB Até 256GB NÃO Até 128GB
Bateria3.850 mAh3000 mAh4000 mAh3.300 mAh
Dimensões153,4 x 74,4 x 8,3 mm146.2 x 71.3 x 8 mm149,3 x 71,7 x 8,8 mm153,3 x 75,2 x 7 mm
Peso165 g175 g178 g165 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C Micro-USB Micro USB USB Tipo-C
REDELTE 4G LTE LTE
Tipo de cartão SIMDual Nano SIM Micro SIM Dual Nano-SIM Nano

Recursos

Leitor de DigitalSIM NÃO SIM SIM
ResistênciaNÃO NÃO
RadioSIM SIM SIM SIM
Bluetooth4.2 4.1 4.2 5.0
Carregamento sem fioNÃO NÃO NÃO NÃO
NFCSIM NÃO NÃO SIM
GPSSIM SIM A-GPS, GLONASS, BDS SIM


Análise em vídeo

Continua depois da publicidade


Design

O Umidigi Z2 traz um design bonito, com destaque para a traseira com um efeito colorido que a marca chama de "twilight". Apesar de muito atraente, o efeito faz com que fiquem marcas de dedo bastante destacadas ao se encostar nela. Depois de um certo tempo sem utilizar uma capinha, ele fica com muitas marcas de dedo, o que não é nada agradável. Se você curtir o design do aparelho na traseira, recomendo utilizar uma capa transparente, a que veio com ele é totalmente preta e tira o destaque. 

Continua depois da publicidade

Já no canto superior do smartphone, nós encontramos o notch, que carrega duas câmeras frontais, sensores e alto-falante para chamada. Ele é grande, mas se você já é acostumado com o detalhe, não vai se incomodar. Ainda na parte frontal, é possível notar um bom aproveitamento da tela, cerca de 90%, bordas pouco espessas e um pouco curvas, um pormenor que eu gostei. 

O notch permite um aproveitamento maior na navegação do sistema, mas aplicativos como jogos e YouTube o ignoram completamente e fazem um corte mais para dentro da tela. 

Bordas finas e um bom aproveitamento de tela são destaques do design do aparelho

As caixas de som ficam na parte inferior do smartphone dos lados da conexão USB. Para jogar, isso é bastante complicado, já que na maioria dos jogos você segura o aparelho na horizontal e acaba abafando o som do jogo ou, se você estiver assistindo vídeos, abafa o som do vídeo. 

Por outro lado, o som da caixa de som é bastante aceitável e consegue surpreender no volume. Ele traz a conexão USB Tipo-C posicionado entre os alto-falantes. Você pode conferir algumas imagens do aparelho no site da fabricante ou em nossa análise em vídeo. 


Câmera

Um dos componentes mais atrativos em smartphones atualmente é a câmera, ou melhor, as câmeras. Desde a popularização de duas ou mais câmeras nos aparelhos, o mercado está dando muita atenção ao número de sensores que elas trazem pela possibilidade de desfocar o fundo com pós-processamento. Esse celular segue a tendência com duas câmeras traseiras e até duas frontais. 

Na frente e atrás ele tem duas câmeras, uma com 16MP e outra com 8MP, os dois conjuntos têm um desempenho muito bom e não deixam a desejar em fotos durante o dia. A possibilidade de utilizar o HDR permite fotos mais equilibradas e interessantes em muitos casos. Na imagem abaixo é possível ver a diferença que há na utilização do recurso. A foto mais escura é sem HDR e a mais clara é com. 

Abaixo você pode conferir algumas fotos tiradas por mim no dia a dia para conferir se a qualidade é aceitável para você de acordo com os cerca de R$ 800 que esse smartphone está custando na Gearbest (no momento dessa publicação). 

Para minha decepção, o efeito de desfocar o fundo com pós-processamento não funciona nada bem. Ele é muito artificial e você precisa se esforçar bastante para conseguir uma foto que não pareça uma montagem. Ele basicamente pede que você selecione um ponto de foco e a partir do local selecionado ele cria o desfoque ao redor. É bastante falho. 

Em situações com pouca iluminação, ou no fim de tarde, a câmera não se saiu nada bem. Essa é uma situação desfavorável para qualquer câmera, principalmente de smartphone, isso é sempre perceptível em nossos testes. Já no fim de tarde, quando ainda há um pouco de luz do sol, as fotos já perdem muita qualidade. A foto abaixo da flor foi tirada nessa situação de luminosidade, se comparada com a foto da flor ao lado do lago mais acima é possível perceber uma diferença gritante entre as duas. 

Para ajudar em situações com pouca luz, ele traz uma lanterna que é bastante forte. Apesar de auxiliar bastante na hora da fotografia, não é algo que colabora muito esteticamente. Abaixo você confere mais exemplos de fotos em situações escuras e também o uso do flash. 

Em dias nublados ou com pouca luz, as fotos são satisfatórias, sem perder o contraste e o equilíbrio de cores. As cores da câmera não são muito saturadas, o pós-processamento entrega uma imagem mais equilibrada e próxima da nossa visão. Em dias nublados, o HDR faz muita diferença e é capaz de salvar algumas fotos. 

As selfies têm a mesma qualidade que as fotos tiradas pela câmera traseira. E o efeito Bokeh também funciona tão mal quanto na traseira. Acho que um bom destaque dessa câmera é a quantidade de detalhes que ela é capaz de captar com boa iluminação, como nessa imagem que aparece a fruta vermelha. 

Performance

O sistema do UMIDIGI Z2 é o Android 8.1, o Oreo, o que dá a vantagem de não ser um sistema muito antigo e garante alguns aprimoramentos de segurança e desempenho se comparada com versões mais antigas do sistema. Apesar de a Google já ter apresentado o Android Pie, o 8.1 serve bem e o sistema aparece bem estável nesse aparelho.  

O leitor de digitais tem um tempo de resposta bom, não demora muito para desbloquear a tela, eu só tive problema na hora de cadastrar a digital. A primeira vez que registrei não ficou muito precisa, então eu tive que excluir o registro e refazer, o que foi fácil e permitiu que funcionasse corretamente. Falo melhor disso no final dessa review. 

Apesar de o modelo de 6GB ser o mais comum, é possível encontrá-lo em uma versão especial que vem com 4GB de RAM, a diferença de preço costuma ser cerca de R$ 150. Com os 6GB a performance foi bastante satisfatória, o que já não posso garantir com 2GB a menos. Porém, sabemos que 4GB de RAM é mais do que o suficiente para a maioria dos smartphones, então considerar a versão com 4GB pode ser uma boa escolha, já que você economiza até R$ 150 . 

O UMIDIGI Z2 roda PUBG Mobile em qualidade média sem problemas

Aqui no Mundo Conectado já virou padrão testar o jogo PUBG Mobile nos smartphones para ter uma ideia melhor do desempenho. Ao entrar, o jogo determina automaticamente os gráficos compatíveis com o smartphone em que ele está instalado, no caso do Umidigi Z2 e de seu chip gráfico ARM Mali-G71 MP2, ele determinou que a qualidade gráfica ideal é média. 

Não tive muitas quedas de quadros ou travamentos no gameplay, o jogo vem com a possibilidade de limitar a taxa de quadros para manter a fluidez. Por padrão o jogo marcou essa configuração em média, colocando em alta o jogo ganha alguns quadros, mas aumenta a variação de frames. Mas em ambos os cenários foi possível jogar numa boa. 

Outro jogo que testei foi o Asphalt 9 Legends, um game de corrida que está bastante popular no momento. A indicação também foi de qualidade média, mas tive que baixar a configuração dentro do jogo para conseguir mais desempenho e ainda assim faltou processamento, o jogo é pesado. 

Durante a navegação entre aplicativos e utilizando o Google Chrome para acessar a internet, também não notei nenhum engasgo ou travamento. Ele fluiu bem durante a utilização, para alternar entre funções, assistir vídeos, acessar sites e outras funções básicas, ele serve muito bem.


Autonomia

Com smartphones vindo com baterias cada vez piores, ter um bom tempo de duração é com certeza um diferencial. Os 3850mAh, pouco mais do que a maioria dos smartphones intermediários atualmente, ajudam o Z2 a se destacar e conseguir oferecer uma bateria com uma duração bastante interessante. Enquanto estiver com a tela desligada, o aparelho consegue se manter até 6 dias sem recarga. Em uso combinado ele pode ficar até 3 dias sem precisar ser recarregado.

Utilizando o aplicativo AccuBatterry, que virou referência nos testes aqui do site, ele apresentou os números abaixo. 

A bateria dele me serviu muito bem, o mínimo de bateria que eu preciso para o meu dia é uma que dure o dia inteiro para funcionalidades como Messenger, navegação em portais de notícia e redes sociais. Se ele segurar esse uso pelo menos enquanto eu estiver fora de casa, serve. Em casa não vejo problema em deixar o smartphone carregando, o que acho complicado é ficar na mão quando estou fora de casa, algo que não aconteceu utilizando ele.


Adicionais

Como recursos adicionais, temos algumas funcionalidades que ainda não são tão comuns nos smartphones, podemos listar o desbloqueio com identificação facial, ou face ID, e também o leitor de digitais. 

O reconhecimento facial se mostrou muito prático durante os testes e o cadastramento de uma nova face não é nada difícil. Esse recurso é muito útil para manter a segurança e tornar a utilização do smarthone mais prática e ágil, já que basta você clicar o botão de desbloqueio e colocar o aparelho na sua frente sem precisar digitar um PIN ou posicionar o dedo no leitor de digitais atrás.

Por outro lado, a própria Umidigi alerta que o modo não é muito seguro e que é necessário fazer a utilização dele em ambiente mais claros ou ele terá dificuldade de fazer a leitura. Nesses casos, em que você está no escuro, ele dá a opção de identificar a falta de luz e dá a opção de ativar a luz do ecrã para ajudar. 

A própria UMIDIGI alerta que o Face ID deles não é tão seguro

Sendo assim, é recomendável cadastrar uma outra maneira de desbloqueio. Também vale dizer que ele dá a opção do que será feito com o reconhecimento facial, se você quer utilizar para desbloqueio de tela, 

Já o leitor de digitais é mais seguro. Se o reconhecimento facial pode ser burlado utilizando um rosto semelhante, o sensor de digitais se mostra muito preciso e improvável de ser enganado. No cadastramento, o sistema registra diversos toques de sua digital no leitor que fica na traseira e registra os ângulos.

Na primeira vez que cadastrei, tentei registrar ângulos um pouco diferentes, o que não recomendo, isso dificultou a vida do sistema e diversas vezes não consegui desbloquear a tela.

Recomendo que ache uma posição de empunhadura semelhante a qual você costuma pegar o aparelho e salvar a impressão dessa forma. De maneira geral ele funcionou muito bem, o tempo de resposta não é tão bom, mas não é algo que chega a incomodar. 


Conclusão

O Umidigi Z2 não é um topo de linha, mas tenta trazer algumas características semelhantes dessa categoria de smartphones. Leitor de digitais, desbloqueio por identificação facial, câmera dupla na traseira e também na frontal, Android 8.1 e bateria com boa duração (3850mAh). Além das funcionalidades, o desempenho dele de navegação foi bom, não apresentou travamentos e nem tempos de resposta mais longos que o aceitável. Também possibilitou jogar PUBG Mobile na qualidade média, algo que não é tão fácil de conseguir. {notas}

Uma economia do aparelho está na tela, que é IPS LCD e não AMOLED, um aprimoramento da LCD e que, por mais que não ofereça cores tão contrastantes e tão vivas quanto a AMOLED, está presente em outros smartphones de maior desempenho. 

Atenção! As fabricantes chinesas estão parando de exportar para o Brasil devido à taxa de homologação imposta pela ANATEL

Outro economia da fabricante está no processador escolhido, o Helio P23, fabricado pela já conhecida no segmento intermediário Mediatek. Ele é comparado ao Snapdragon 625, que vem em smartphones do mesmo segmento. 

Dessa forma, vejo que o Umidigi Z2, que pode ser encontrado na Gearbest por aproximadamente R$ 800, levando em consideração as taxas que você pode ter que pagar, traz especificações e funcionalidades interessantes sem deixar de atender quem quer o básico. Apesar de deixar a desejar no efeito bokeh, ele fez boas fotos em boas condições de iluminação e fotos muito boas nessas mesmas condições com o HDR ligado.

Link de compra na Gearbest

Esse é um smartphone que vale o preço. Se você está procurando um smartphone mais de entrada ou um que ofereça o que há de melhor do mercado, esse não é o Z2. 

Se você procura um smartphone com bom desempenho e uma câmera boa para fotos casualmente, o Umidigi Z2 pode ser uma boa opção


 

 

Vice-presidente da Huawei afirma que HongMeng OS não foi criado para celulares

Vice-presidente da Huawei afirma que HongMeng OS não foi criado para celulares

Sistema foi originalmente pensado para uso empresarial e Internet das Coisas


Black Shark 2 Pro chega no dia 30 de julho - provavelmente com Snapdragon 855+

Black Shark 2 Pro chega no dia 30 de julho - provavelmente com Snapdragon 855+

Xiaomi revelou a data de lançamento sem detalhes, mas vazamento veio em seguida


Huawei Mate X aparece em registro na China e pode ser lançado em breve

Huawei Mate X aparece em registro na China e pode ser lançado em breve

Expectativa é que aparelho chegue até setembro


Razer Phone finalmente ganhará sua atualização para Android Pie em breve

Razer Phone finalmente ganhará sua atualização para Android Pie em breve

Após um ano sem atualizações da Razer, finalmente a empresa promete trazer a versão 9.0 do Android para o primeiro modelo


Xiaomi divulga vídeo de desmontagem do novo Mi A3

Xiaomi divulga vídeo de desmontagem do novo Mi A3

Smartphone chega ao mercado como um dispositivo intermediário com uma boa configuração de câmeras