Objeto espacial em forma de charuto pode ter sido feito por alienígenas, segundo Harvard
Créditos: Phys.org

Objeto espacial em forma de charuto pode ter sido feito por alienígenas, segundo Harvard

Pesquisadores comentam a possibilidade do Oumuamua ter origem artificial

Pesquisadores na Universidade de Harvard, nos EUA, estão comentando a possibilidade do nosso sistema solar ter sido "visitado" por uma nave de origem alienígena. Segundo eles, o Oumuamua, como ficou conhecido o estranho objeto espacial em formato de charuto que passou pelo nosso sistema no início do ano, pode não ser um asteroide ou uma formação natural, mas sim uma nave ou uma sonda enviada por uma civilização extraterrestre.

O estudo vem de Abraham Loeb, professor de astronomia, e Shmuel Bialy, pós-doutor na área, ambos pesquisadores do Harvard Smithsonian Center for Astrophysics. A tese dos autores se baseia, além do formato incomum, na "aceleração excessiva" do objeto e de seu aumento inesperado de velocidade. Foi registrado que o Oumuamua chegou a 315.000 Km/h quando passou pelo nosso sistema.

03/11/2018 às 11:43
Notícia

NASA divulga vídeo gravado em 8K na Estação Espacial Internac...

33 milhões de pixels de resolução e zero de gravidade

Outro fator citado pelo estudo é que o formato do objeto seria semelhante ao de um projeto de nave chamado LightSail-1, que atualmente tem sido desenvolvido pela Sociedade Planetária nos EUA. Segundo o artigo, "a tecnologia light-sail pode ser usada de forma abundante para o transporte de cargas entre planetas ou entre estrelas".

No momento, o Oumuamua é considerado pela maioria dos cientistas um objeto interestelar extremamente antigo, que data desde a origem do nosso sistema solar, há 4,5 bilhões de anos. O objeto teria se formado em outro sistema e "tragado" para o nosso quando ele surgiu. 

É interessante destacar que esse estudo que coloca o Oumuamua como o objeto mais velho do sistema solar foi assinado pelo astrônomo francês Fathi Namouni, do Observatório de Côte d'Azur, e também pela brasileira Helena Morais, da Unesp de Rio Claro.

Fonte: Veja
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.