Qual a razão do Google Maps, Waze e Here não informarem o preço dos pedágios no Brasil

Qual a razão do Google Maps, Waze e Here não informarem o preço dos pedágios no Brasil

As empresas informaram que não tem interesse em disponibilizar o preço para os usuários comuns

Atualmente os serviços de localização de GPS, como o Waze, o Google Maps e Here WeGo da HERE Technologies não informam para o usuário comum onde estão os pedágios do Brasil e nem quanto eles custam. Os preços são disponibilizados para contas empresariais, que pagam taxas diferenciadas. Essa função poderia ajudar a planejar viagens com automóvel próprio, já que se o deslocamento for grande, bastante dinheiro pode ser investido com o pagamento destas taxas.

A tecmundo entrou em contato com as três empresas, as respostas obtidas foram as mesmas: não há nenhuma razão específica para que elas não disponibilizarem essas informações para os usuários comuns. Não há nenhum impedimento legal e os mapas são atualizados frequentemente, o que tornaria possível fazer a correção dos preços. Apesar disso, nenhuma empresa disse que adicionar os valores das taxas estão dentre os planejamentos. 

A Here WeGo tem os dados e disponibiliza as informações apenas para empresas e também para usuários que pagam um valor a mais para usar a tecnologia da empresa, essa é uma das funções diferenciais que os pagantes recebem.

O Google Maps disponibilizam a opção "desviar de pedágios", o que não é sempre eficaz, já que alguns trajetos não tem escapatória. Também há o problema de que o trajeto pode acabar ficando maior e em alguns casos, mais perigoso.

Para quem quiser planejar sua viagem, há opções de alguns aplicativos que calculam sua rota e dizem quanto você irá gastar em pedágios, alguns calculam inclusive quantos litros de gasolina será necessário, considerando a capacidade de cada veículo. Boas opções são o BlaBlaCar, que é um aplicativo de compartilhamento de caronas, e o Cargo X, que é direcionado a transporte de cargas.

Fonte: tecmundo
User img

Ana Luiza Pedroso

WhatsApp se torna rede social mais popular do Facebook, aponta relatório

WhatsApp se torna rede social mais popular do Facebook, aponta relatório

Firma especializada App Annie aponta que até o próprio aplicativo oficial do Facebook foi ultrapassado


Quantidade de brasileiros que usa internet aumenta em 10 milhões em 1 ano

Quantidade de brasileiros que usa internet aumenta em 10 milhões em 1 ano

Pesquisa do IBGE aponta que faixa etária dos idosos conectados foi a que mais cresceu


Agora é possível gerar CNH digital sem ir ao Detran ou ter certificado digital

Agora é possível gerar CNH digital sem ir ao Detran ou ter certificado digital

Ministério das Cidades confirmou que agora verificação pode ser feita com reconhecimento facial