Microsoft libera 60 mil patentes para incentivar o Linux e ajudar desenvolvedores de código aberto

Microsoft libera 60 mil patentes para incentivar o Linux e ajudar desenvolvedores de código aberto

Ao que parece, as intrigas entre a Microsoft e os programas Open Source terminaram

O antigo CEO da Microsoft, Steve Ballmer, não era nada amigável com programas de código aberto, mas o posicionamento da empresa sobre o tema vem mudando desde que Satya Nadella assumiu o cargo mais alto da empresa. Recentemente, a dona do Windows anunciou sua entrada na Open Invention Network (OIN) e liberou mais de 60 mil patentes para incentivar o crescimento de sistemas abertos como o Linux.

A Open Invention Network (OIN) é um consórcio formado por diversas empresas, incluindo gigantes como Google e IBM, para ajudar programas de código aberto a se manterem vivos e longe de problemas com patentes. Segundo Erich Andersen, vice-presidente da Microsoft, os tempos de inimizade entre a companhia e os programas open source acabaram.

O envolvimento da Microsoft com programas e a comunidade que desenvolve software livre está cada vez maior e 2018 foi um ano que deixou isso bem evidente. Além da plataforma de nuvem Azure utilizar programas de código aberto, a empresa lançou neste ano o sistema para internet das coisas Sphere OS, baseado em Linux, e também adquiriu o Github, o maior repositório de códigos da internet.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: Microsoft
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Compramos um iPhone Fake e tivemos uma surpresa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.