WhatsApp passará a ter propagandas em 2019, afirma Forbes

WhatsApp passará a ter propagandas em 2019, afirma Forbes

Quando comprou o app, Facebook prometeu não mostrar anúncios por 5 anos, período que está prestes a acabar

A empresa Facebook irá implementar em breve propagandas no aplicativo de mensagens WhatsApp, segundo aponta a revista Forbes. O app foi comprado em 2014 pela companhia de Mark Zuckerberg por US$ 19,3 bilhões.

16/09/2018 às 10:02
Notícia

WhatsApp ganhará modo noturno, indica vazamento

Para a alegria de muitos usuários

O co-fundador do WhatsApp, Brian Acton, explica que na época foi feito um acordo de que não seriam implementados anúncios no aplicativo por pelo menos 5 anos.

Esse prazo acaba em 2019, data em que é esperado que o Facebook vá começar a encontrar maneira de monetizar o serviço. Isso é algo que inclusive um porta-voz do Facebook confirmou diretamente à Forbes.

Segundo esse representante, a companhia começará a mostrar propagandas no recurso "Status" do WhatsApp. Além disso, espera-se que eventualmente serão implementadas mensagens de marketing vindas de clientes de negócios do Facebook.

Ainda de acordo com a notícia, esse é o principal motivo para Brian Acton deixar o WhatsApp em setembro de 2017. Ele também discorda da maneira como o Facebook viola a encriptação de ponta-a-ponta do serviço para procurar palavras-chave e direcionar propagandas aos usuários.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Mirror Fonte: Forbes
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Vem aí as Smart TVs 4K baratinhas da Amazon! O que esperar? Fire TV OS + Prime Video + Alexa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.