Amazon usa pacotes falsos para descobrir motoristas que poderiam roubar

Amazon usa pacotes falsos para descobrir motoristas que poderiam roubar

A ideia é testar a "integridade" do motorista oferecendo a ele uma tentação

A Amazon é uma das maiores lojas online do mundo, o que faz dela uma das que mais sofre com "extravios" de pacotes de entregadores mal intencionados que dão um jeito de levar os produtos pra própria casa, em vez da residência do comprador. Para ajudar a evitar isso, o pessoal da Business Insider reporta que a loja criou uma tática um tanto controversa.

Segundo fontes que preferiram não se identificar, mas que o jornal afirma que trabalham com a Amazon, a empresa coloca pacotes falsos nos caminhões de entrega. Às vezes vazios ou com qualquer tralha só pra fazer peso. Antes de entregar um produto, o motorista precisa escanear o pacote, o que vai dar um erro no sistema no caso das entregas falsas. Este erro significa que o produto não está cadastrado, o que faz o entregador desavisado pensar que ele pode levar o pacote pra casa e ninguém vai ficar sabendo. 

21/09/2018 às 11:01
Notícia

Amazon revela 12 novos produtos para levar Alexa ao carro e a...

Empresa quer trazer internet das coisas para cada canto da vida do usuário

Mas como tudo é uma armadilha, a Amazon está de olho nos pacotes falsos que deixam de voltar para o galpão ou que seus entregadores não ligam avisando que deu erro no sistema, o que coloca o motorista na lista de desonestos. "Foi feito pra ser uma armadilha... Pra verificar e integridade do motorista." - disse a fonte do Business Insider.

Contatada para comentar o caso, a Amazon disse apenas que "checagens e auditorias são parte de programas de qualidade gerais e são administradas de maneira aleatória", não confirmando nem negando a estratégia.

Claro que não é só a Amazon que sofre com esse tipo de problema. Segundo a National Retail Federation, o sumiço de produtos por roubo, erros do sistema ou fraudes causou um prejuízo de US$ 47 bilhões no ano passado nos EUA.

Fonte: Business Insider, National Retail Federation
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

MAVIC AIR 2 - Uma análise de DRONE no PARAÍSO

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.