Correios passa a cobrar 15 reais por cada unidade de mercadoria importada

Correios passa a cobrar 15 reais por cada unidade de mercadoria importada

Por décadas, os Correios fizeram este serviço de graça

Ao receber os produtos importados, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos precisa identificar o produto e determinar os impostos que se encaixam com o tipo de mercadoria. Alguns objetos não são taxados vindo de fora:

Desde o dia 27 de agosto os Correios passou a cobrar uma taxa de R$ 15 para todos os produtos importados. Qualquer compra internacional passou a receber a taxa de Despacho Postal, que já era cobrada de 2014 para encomendas que recebiam o tributo de 60% em cima do valor total do produto comprado lá fora. Ou seja, quem comprava produtos lá de fora antes só pagava os R$ 15 reais se o seu produto fosse taxado ao ser recebido, agora todo produto receberá esse tributo, independente do tipo.

Confira abaixo o vídeo feito para explicar como fazer o pagamento do Despacho Postal

Na primeira semana em que começou a ser praticada esta nova determinação, a estatal realizou uma coletiva com Carlos Fortner, presidente dos Correios, sobre o Despacho Postal e você pode conferí-la na íntegra logo abaixo. O vídeo teve 62 likes e 1,7 mil deslikes, o que mostra a grande insatisfação de muitas das pessoas com a taxa cobrada. 

Segundo o Fortner, esse custo foi acrescido porque em 2017 a empresa recebeu 80% mais produtos do que em 2016. E, segundo ele, de 2017 a 2018, até o mês de julho, teve um aumento de 32% no volume de importados. Isso quer dizer que de 2016 para 2018, o número de produtos importados, no mínimo, dobrou.  

Se privatizassem os Correios, a taxa não seria de R$ 15, provavelmente seria de R$ 60 ou R$ 70 como as empresas privadas fazem hoje

Esta é uma taxa já cobrada pela concorrência, segundo o presidente, e a estabelecida pelos Correios está abaixo dos concorrentes do mercado. Carlos Fortner alerta que a empresa não tem um monopólio das importações e que a taxa cobrada pela estatal não passa de 25% da cobrada pela concorrência. "Se privatizassem os Correios, a taxa não seria de R$ 15, provavelmente seria de R$ 60 ou 70 R$ como as empresas privadas fazem hoje", disse o presidente. Ou seja, os concorrentes cobram pelo menos três vezes mais por cada pacote de produtos importados. 

Por décadas, os Correios fizeram este serviço de graça

Uma das sugestões deixadas no depoimento é a de que o importador, aquele que fizer a compra no exterior, cadastre-se no site dos Correios para facilitar a comunicação. Ele ressalta a importância da taxa para que a estatal consiga oferecer uma melhora nos serviços oferecidos e continue se mantendo.

25/09/2018 às 19:06
Artigo

Conheça os destaques dos drones Mavic 2 Pro e Mavic 2 Zoom da...

Novos modelos da linha Mavic são o sonho de consumo de entusiastas, viajantes e fotógrafos

Ao chegar o produto no Brasil, taxado ou não pelos 60%, será cobrado os R$15 pelo rastreamento ou cadastro de quem comprou. Se você tem o código de rastreamento, basta acessar o site do Correios, colocar o código e o site te dá a possibilidade de pagar por cartão ou boleto, como pode ser visto nas prints abaixo de uma encomenda que recebemos e fizemos esse processo.

OBS.: O produto das telas abaixo é um TV Box (US$30 +/- ) que não foi taxado pelo valor dele, apenas o novo "Despacho Postal" de R$15. 


A precarização dos Correios

No ano de 2015 os Correios registraram R$ 2,12 bilhões em prejuízo e no ano seguinte o prejuízo foi de R$ 1,48 bilhão. A estatal não estava conseguindo se pagar e precisou passar por uma reestruturação. As mudanças feitas na gestão da empresa levou ela a obter, pela primeira vez, o lucro de R$ 667 milhões no ano de 2017.

Depois que, assim como as empresas privadas, a estatal passou a cobrar a taxa pelos serviços de recebimento de produtos importados em 2014, e passou por uma reestruturação, começou a evitar o prejuízo. 

Depois de 4 anos seguidos de prejuízo, Correios registram em 2017 lucro de R$ 667 milhões

Até pouco tempo atrás, ela não estava cobrando nada pelos serviços oferecidos para o Brasil inteiro, que podia fazer importações sem pagar nenhum adicional por ser um produto importado. Nem mesmo a taxa de 60% em cima de produtos internacionais específicos listados no começo do artigo é cobrada de todos os produtos. Sendo assim, comprar em um site do Brasil ou comprar de um site de fora do país, muitas vezes não tinha nenhuma distinção, ou seja, não recebiam nenhum valor adicional pelos serviços prestados pelos Correios. 

Como são recebidos cerca de 100 e 300 mil objetos por dia, um volume considerado alto, ainda mais levando em consideração o número de funcionários reduzido, não há como fazer a checagem de todos os produtos que chegam nos portos e a maioria acaba passando sem ser taxado devidamente. Sendo assim, muita gente importa de fora por um preço muito mais barato do que seria por lei.

Por dia, são recebidos de 100 a 300 mil objetos importados

De acordo com os Correios, com essa nova taxa de R$ 15 sendo aplicada a todos os produtos vindos de fora, espera-se que o número de pequenos objetos importados diminua e seja possível tirar a instituição do prejuízo e começar a oferecer serviços de melhor qualidade. Parte desse dinheiro também é para garantir o salário dos funcionários e também serve para outros gastos, como quando o importador resolve não pagar os impostos atribuídos e o Correios tem que pagar pela compra.

Há uma série de problemas enfrentados pelos Correios no processo de importação que envolvem fraudes, declarações de valores errados para tentar passar pela Receita Federal sem pagar impostos e outros mencionados pelo presidente na coletiva. Com a popularização de sites vendendo produtos do exterior e a dificuldade de analisar cada produto, ficou muito difícil prever essas ilegalidades. Com o Despacho Postal será mais fácil de prevenir esse tipo de ação e manter, ou até diminuir, o prazo de entrega, ponto importantíssimo para quem comprou algo pela internet. 

Como funciona na prática?

Muita gente reclama dos serviços oferecidos na entrega de seus produtos comprados e isso não acontece à toa, o serviço de entrega falha muitas vezes. Quem compra online sabe que não é raro receber um produto com a embalagem amassada, danificado ou então passar por alguma situação bizarra por causa de uma burocracia inexplicável. 

Aqui na redação estamos sempre recebendo entregas e nessa semana mesmo passamos por um problema que explica parte da indignação que muitos consumidores têm. Quando o entregador aparece no local de entrega três vezes e supostamente ninguém pode receber, o produto vai para o ponto mais próximo da empresa para ser retirado pelo dono. Isso acontece constantemente por aqui, às vezes essa notificação é para retirar uma simples carta ou, como já aconteceu, para o pagamento de alguma conta.

O serviço de entregas deixa a desejar muitas vezes e não é à toa que muita gente detesta Os Correios

O mais complicado é que sempre tem gente aqui nos horários de entrega, até porque as entregas são feitas em período comercial geralmente entre nove da manhã e cinco da tarde. Fato é que estamos no segundo andar de um prédio comercial e alguns entregadores se negam a chamar ou trazer a entrega até esse andar. Entendemos se esta for uma regra da empresa, mas é o tipo de impasse que faz com seja mal vista. O entregador, em vez de avisar verbalmente, deixa uma notificação para irmos até a filial mais próxima. Ao chegar lá, descobrimos que um novo bilhete está nos esperando! Sim, mandaram um bilhete pedindo para irmos até a filial para recebermos um outro bilhete. Essa burocracia mal pensada deixa tudo mais difícil e sai até mais caro para a estatal. Se o entregador não pode subir ao segundo andar para fazer uma entrega, se é que essa é uma regra, tudo fica mais difícil por causa de algo muito simples de ser resolvido. Isso gera uma grande perda de tempo para todos e não faz sentido algum! 

Esperamos que o Despacho Postal seja capaz de diminuir as dificuldades enfrentadas nos serviços oferecidos e que isso aumente a qualidade de maneira geral, porque realmente é uma das estatais que mais precisa melhorar seus serviços como um todo.

Fonte: Globo, Correios, Correios Oficial
App da Alexa ganha design completamente renovado em atualização no Android e iOS

App da Alexa ganha design completamente renovado em atualização no Android e iOS

Assistente digital da Amazon ganha nova interface mais intuitivas e abas mais organizadas


Resumo da Semana: China hacker, multa no Elon Musk e novidade no Windows 10

Resumo da Semana: China hacker, multa no Elon Musk e novidade no Windows 10

Comentamos também o Chromecast da terceira geração e o lançamento do Motorola One no Brasil


Amazon, Apple e outras empresas dos EUA podem ter sido vítimas de espionagem da China

Amazon, Apple e outras empresas dos EUA podem ter sido vítimas de espionagem da China

Microchip teria sido encontrado em placas de servidores de mais de 30 companhias


Amazon apresenta o Fire TV Stick 4K com suporte para HDR

Amazon apresenta o Fire TV Stick 4K com suporte para HDR

O produto também possui controle com Alexa


Amazon usa pacotes falsos para descobrir motoristas que poderiam roubar

Amazon usa pacotes falsos para descobrir motoristas que poderiam roubar

A ideia é testar a "integridade" do motorista oferecendo a ele uma tentação