Startup Impossible Aerospace promete duas horas de voo em seu novo drone profissional

Startup Impossible Aerospace promete duas horas de voo em seu novo drone profissional

Empresa está repensando o design de drones para vencer seu maior obstáculo: a autonomia

Uma startup que vinha trabalhando "silenciosamente" na criação de drones com maior autonomia resolveu "se revelar" nessa semana, prometendo até duas horas de voo com suas novas soluções para as aeronaves. A Impossible Aerospace, como se chama, apareceu na segunda-feira, divulgando que arrecadou US$ 9,4 milhões em investimento, inclusive vindo da tradicionalíssima empresa aeronáutica Airbus.

22/05/2018 às 08:59
Notícia

ParaZero anuncia sistema de paraquedas para drones DJI Phanto...

A tecnologia detecta queda livre e salva o drone de colisões com o chão

A ideia da Impossible Aerospace para melhorar a autonomia de voo dos drones não é algo inusitado. A startup decidiu que seria uma boa solução, em vez de criar um espaço específico para uma bateria, espalhar as células de energia por todo o corpo do drone, fazendo com que toda a estrutura dele seja um tipo de grande bateria. Além disso, seriam feitas melhorias no design e aerodinâmica para o drone gastar menos energia enquanto voa. A empresa afirma que seu primeiro drone profissional consegue se manter mais ou menos duas horas no ar, sendo que ele tem mais ou menos o mesmo tamanho do DJI Phantom, que dura apenas de 20 a 40 minutos.

O CEO da empresa, Spencer Gore, afirma que suas inspirações vêm da Tesla, onde ele trabalhou anos em design de bateria para os carros elétricos da empresa, como o Model X:

"Nós começamos nos perguntando: 'se você está tentando fazer esse trem de força elétrica — essa bateria — voar pelo maior tempo possível, que formato nós faríamos isso? Como faríamos a construção disso? E como nós adicionamos nisso menor quantidade material possível depois disso? Isso nos levou para uma direção completamente no design onde o que conseguimos é mais uma bateria voadora do que um drone com uma bateria dentro dele."

A Impossible Aerospace enxerga um grande mercado para crescer em drones e a ambição da empresa vai além: "A Impossible Aerospace tem uma missão de construir as aeronaves com a melhor performance possível que possa ser construída com propulsão elétrica. E nosso objetivo final é se tornar a principal fabricante de aeronaves do século 21."

Fonte: The Verge
User img

João Gabriel Nogueira

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Galaxy Fold tem todas as unidades vendidas no Brasil nas primeiras 24 horas

Galaxy Fold tem todas as unidades vendidas no Brasil nas primeiras 24 horas

O dispositivo é o primeiro smartphone dobrável vendido no Brasil pelo preço de R$12.999


Veja comparação em vídeo dos drones 8K Autel EVO II vs Mavic 2 Pro e Zoom

Veja comparação em vídeo dos drones 8K Autel EVO II vs Mavic 2 Pro e Zoom

Imagens foram feitas por um YouTuber especialista em imagens aéreas


Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Modelo com 25.000 neurônios de uma mosca é o maior e mais completo já feito


Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

A empresa afirma que a escolha foi baseada em interferência política e favoritismo


Toyota faz investimento milionário em empresa de táxi aéreo Joby

Toyota faz investimento milionário em empresa de táxi aéreo Joby

Foram investidos U$394 milhões para garantir a fabricação de táxis aéreos elétricos