Startup Impossible Aerospace promete duas horas de voo em seu novo drone profissional

Startup Impossible Aerospace promete duas horas de voo em seu novo drone profissional

Empresa está repensando o design de drones para vencer seu maior obstáculo: a autonomia

Uma startup que vinha trabalhando "silenciosamente" na criação de drones com maior autonomia resolveu "se revelar" nessa semana, prometendo até duas horas de voo com suas novas soluções para as aeronaves. A Impossible Aerospace, como se chama, apareceu na segunda-feira, divulgando que arrecadou US$ 9,4 milhões em investimento, inclusive vindo da tradicionalíssima empresa aeronáutica Airbus.

22/05/2018 às 08:59
Notícia

ParaZero anuncia sistema de paraquedas para drones DJI Phanto...

A tecnologia detecta queda livre e salva o drone de colisões com o chão

A ideia da Impossible Aerospace para melhorar a autonomia de voo dos drones não é algo inusitado. A startup decidiu que seria uma boa solução, em vez de criar um espaço específico para uma bateria, espalhar as células de energia por todo o corpo do drone, fazendo com que toda a estrutura dele seja um tipo de grande bateria. Além disso, seriam feitas melhorias no design e aerodinâmica para o drone gastar menos energia enquanto voa. A empresa afirma que seu primeiro drone profissional consegue se manter mais ou menos duas horas no ar, sendo que ele tem mais ou menos o mesmo tamanho do DJI Phantom, que dura apenas de 20 a 40 minutos.

O CEO da empresa, Spencer Gore, afirma que suas inspirações vêm da Tesla, onde ele trabalhou anos em design de bateria para os carros elétricos da empresa, como o Model X:

"Nós começamos nos perguntando: 'se você está tentando fazer esse trem de força elétrica — essa bateria — voar pelo maior tempo possível, que formato nós faríamos isso? Como faríamos a construção disso? E como nós adicionamos nisso menor quantidade material possível depois disso? Isso nos levou para uma direção completamente no design onde o que conseguimos é mais uma bateria voadora do que um drone com uma bateria dentro dele."

A Impossible Aerospace enxerga um grande mercado para crescer em drones e a ambição da empresa vai além: "A Impossible Aerospace tem uma missão de construir as aeronaves com a melhor performance possível que possa ser construída com propulsão elétrica. E nosso objetivo final é se tornar a principal fabricante de aeronaves do século 21."

Fonte: The Verge
User img

João Gabriel Nogueira

Conheça o HyperSurfaces, projeto que transforma qualquer superfície num objeto interativo

Conheça o HyperSurfaces, projeto que transforma qualquer superfície num objeto interativo

Usando inteligência artificial e sensores o HyperSurfaces pode revolucionar a IoT


Moto G7 é homologado pela Anatel com bateria menor do que o esperado

Moto G7 é homologado pela Anatel com bateria menor do que o esperado

Dispositivo deverá ter 2.820mAh de capacidade, menos do que era esperado anteriormente


Cientistas criam

Cientistas criam "chaves mestras" que desbloqueiam smartphones pelo sensor de digtais

Para isso, pesquisadores usaram redes neurais que possuem até 76% de sucesso na tarefa


HMD anuncia Nokia 106 com até 21 dias de duração da bateria e com jogo da cobrinha

HMD anuncia Nokia 106 com até 21 dias de duração da bateria e com jogo da cobrinha

Ele vai ter apenas conexão 2G, sendo capaz somente de realizar chamadas comuns e enviar SMS


Raspberry Pi 3 Model A+ chega com Wi-Fi dual-band por US$ 25

Raspberry Pi 3 Model A+ chega com Wi-Fi dual-band por US$ 25

Tecnologia de internet sem fio permite conexão mais rápida e de menor latência