Facebook começa testes internos de seu aplicativo de paquera

Facebook começa testes internos de seu aplicativo de paquera

Nova ferramenta do site vai chegar para rivalizar com alternativas como Tinder, Happn e Grindr

A equipe do Facebook começou a testar internamente o novo aplicativo de paquera da rede social, que chegará para rivalizar com alternativas como Tinder, Grindr e Happn.

Os próprios funcionários da companhia podem se voluntariar para testar o novo recurso, mas eles devem utilizar dados falsos e a empresa vai deletar todos os dados quando a versão final for lançada.

"Este produto é para funcionários do Facebook nos EUA que optaram por fazer dogfooding com este novo produto de paquera do Facebook. O propósito deste dogfooding é testar a experiência de produto de ponta-a-ponta atrás de bugs e interface de usuário confusa. Isso não tem como objetivo promover encontros com seus colegas de trabalho".
- Descrição da versão de testes do app de paquera do Facebook

Dogfooding é a ação da equipe de uma empresa utilizar um produto ou serviço desenvolvido por esta companhia para testá-lo antes que ele esteja disponível para os consumidores.

A informação de que os testes estão rolando foi confirmada oficialmente pela empresa ao site The Verge. Apesar disso, eles não promoveram nenhum comentário extra sobre o novo recurso.

02/05/2018 às 11:43
Notícia

Facebook anuncia seu próprio serviço de relacionamentos ao es...

Novidade será integrada no app do Facebook

Continua após a publicidade

Capturas de tela do aplicativo de paquera foram postadas pela pesquisadora independente Jane Manchun Wong, que divulga novos recursos do Facebook com frequência ao pesquisar o código-fonte do site.

Nos vazamentos também aparecem as opções para se cadastrar no app. É preciso especificar os eu gênero, seu local e em que gêneros você está interessado. Ainda segundo a notícia, o produto poderá ser usado dentro do aplicativo principal do Facebook.

Via: The Verge
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.