Tesla vende 200 mil carros, mas o futuro do Model 3 se torna incerto

Tesla vende 200 mil carros, mas o futuro do Model 3 se torna incerto

Empresa perde incentivos fiscais devido o aumento das vendas

A Tesla bateu uma marca histórica: a empresa vendeu 200 mil carros elétricos nos Estado Unidos. A conquista porém vem acompanhada de um problema para a empresa de Elon Musk, já que a empresa deixará de receber um incentivo fiscal de US$ 7.500, reduzindo muito sua competitividade em um mercado que vem sendo povoado por novos concorrentes.

As novas taxas de incentivo já estão publicadas no site da empresa, e mostram uma redução pela metade para o primeiro semestre do ano que vem, e nova redução pela metade novamente no segundo semestre de 2019 e se encerrando por completo ao final do ano. Além dos incentivos nacionais, a página lista também incentivos em diferentes estados e cidades.

25/04/2019 às 14:41
Artigo

Além da Tesla: Conheça as outras empresas de Elon Musk

Bilionário excêntrico diz passar 90% de seu tempo trabalhando na SpaceX e Tesla

É importante destacar que esse incentivo fiscal não abatia diretamente no preço do veículo. O consumidor recebia a possibilidade de abater nas taxas federais anuais, ou seja, era preciso pagar ao menos US$ 7.500 em taxas para tornar possível recuperar todo o incentivo fiscal. 

Com o modelo mais barato do Model 3 estimado para os próximos seis meses, é possível que poucos consumidores ou mesmo nenhum consiga aproveitar a isenção fiscal para o veículo de US$ 35 mil, já que o consumidor poderá usufruir do desconto apenas se receber o veículo antes do final do prazo. Sem o corte nas taxas federais, o modelo de baixo custo perde bastante de seu atrativo ao consumidor.

Tesla Model 3

Novos mercados
A Tesla está de olho em entrar em outro país. Elon Musk anunciou um acordo com autoridades chinesas para a construção de uma fábrica da Tesla em Xangai, a primeira da empresa fora dos EUA e que seria capaz de dobrar a capacidade de produção de Teslas.

Esse movimento é indispensável para manter a Tesla competitiva no mercado chinês, já que disputas comerciais entre Estados Unidos e China elevaram em muito as taxas de importação de veículos, fazendo o Model S custar 70% mais na China do que nos Estados Unidos. A fábrica terá capacidade de produção entre 200 a 300 mil veículos e irá dessa forma escapar das altas taxas de importação, que chegam a casa dos 40%, atualmente.

Via: CNet, Ars Technica, MarketPlace
Hyundai faz investimento de U$52 bilhões em carros elétricos e voadores

Hyundai faz investimento de U$52 bilhões em carros elétricos e voadores

Empresa quer chegar na frente das concorrentes e se tornar pioneira na fabricação até 2025


Polícia de Dubai deve ganhar reforço do Cybertruck da Tesla

Polícia de Dubai deve ganhar reforço do Cybertruck da Tesla

Picape elétrica deve atuar em áreas turísticas da cidade


LEGO tira onda e apresenta sua própria versão do Cybertruck da Tesla

LEGO tira onda e apresenta sua própria versão do Cybertruck da Tesla

Empresa promete que seu design é à prova de quebras


Tesla Motors já teve mais de 200 mil Cybertrucks encomendados na pré-venda

Tesla Motors já teve mais de 200 mil Cybertrucks encomendados na pré-venda

Número foi atingido sem investimentos em publicidade, segundo Elon Musk


VP da Ford questiona comparativo entre F-150 e Cybertruck e provoca Elon Musk

VP da Ford questiona comparativo entre F-150 e Cybertruck e provoca Elon Musk

A acusação é de que a competição não seguiu critérios justos