Imagem chamada

A NASA lançou 20 ratos no espaço em um foguete da SpaceX

Eles esperam descobrir quais são os reais efeitos das condições do espaço no corpo humano

A SpaceX conseguiu, há poucos anos, lançar foguetes no espaço e depois pousá-los com segurança. Esse feito, além de economizar uma grana, permite fazer alguns experimentos com mais facilidade e tranquilidade. Aproveitando esta possibilidade, a NASA acaba de lançar um foguete para o espaço com 20 ratos dentro, e deixou alguns gêmeos deles aqui na terra.

Os ratos ficarão por três meses no espaço e quando retornarem serão comparados com as versões gêmeas que ficaram aqui. Alguns dos roedores que permaneceram no nosso planeta serão submetidos a condições semelhantes aos que estão no espaço, com a mesma dieta e outras restrições. 

29/04/2018 às 13:00
Artigo

Além da Tesla: Conheça as outras empresas de Elon Musk

Segundo o bilionário excêntrico, 90% de seu tempo é gasto trabalhando na SpaceX e Tesla

Há ainda um outro grupo de ratos que terá mais liberdade e não comerá a mesma ração espacial e nem passará pelas mesmas restrições. A ideia é saber quais são os reais efeitos das condições do espaço no corpo dos ratos para relacionar com o corpo humano.

Segundo os cientistas, noventa dias pode parecer pouco tempo para tirar conclusões, mas para um rato este é um tempo que tem um efeito muito maior no organismo do que teria para nós, possibilitando a pesquisa.

 

 

Via: Business Insider

SpaceX vai levar japonês bilionário para dar a volta na lua em 2023

O empresário comprou todos os lugares do ônibus espacial e vai escolher seus acompanhantes


SpaceX fecha acordo com o 1º turista que dará uma volta pela lua

Empresa vai anunciar o nome do viajante na próxima segunda-feira


Furo encontrado na Estação Espacial Internacional pode ter sido feito por humano

NASA removeu imagens de vídeo público - furo parece ter sido feito por uma furadeira


NASA divulga modelos de casas impressas em 3D para morar em Marte

Concurso selecionou melhores ideias de moradias


Novo robô Centauro traz 4 pernas e 2 braços para executar resgastes com flexibilidade

Nova configuração de membros pode ser o futuro dos robôs de serviço