Anatel faz operação contra pirataria em sete estados brasileiros

Anatel faz operação contra pirataria em sete estados brasileiros

Junto com a Receita Federal, o órgão está investigando pontos de distribuição de eletrônicos piratas

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e a Receita Federal estão realizando uma megaoperação em sete estados brasileiros contra a distribuição de eletrônicos piratas e que não possuem homologação.

Segundo o Convergência Digital, a operação envolve mais de 78 fiscais da Anatel e visa emboscar os 15 maiores grupos que distribuem produtos piratas no Brasil. Ao todo, serão investigados 30 endereços em 14 municípios localizados na Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A operação tem como ponto de partida uma série de denúncias feitas por fabricantes, que afirmam que até 70% dos equipamentos usados por provedores de internet não possuem homologação. Com a fiscalização em ação, a Anatel pretende obter mais pistas e encontrar os suspeitos de comandarem os esquemas de distribuição.

"Montamos um plano e nesta fase estamos focados na distribuição física dos equipamentos, mas ele também envolve sites na internet e a própria utilização dos produtos. É a primeira vez em muitos anos que fazemos uma operação coordenada em vários estados, mas vai se repetir”
- Juliano Stanzani, superintendente de fiscalização da Anatel.

A operação em parceria com a Receita Federal é a segunda grande investida do órgão de telecomunicação contra aparelhos eletrônicos piratas neste mês. Recentemente, a Anatel também começou a bloquear os celulares com IMEI adulterado, clonado ou fraudado.

Via: Convergência Digital
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Testamos o ROG Phone 3!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.