Falha de segurança deixa dezenas de milhares de roteadores da TP-Link expostos

Falha de segurança deixa dezenas de milhares de roteadores da TP-Link expostos

Vunerabilidade foi exposta depois da companhia levar mais de 4 meses para corrigi-la

O pesquisador de segurança digital, Tim Carrington, revelou uma falha de segurança crítica que afeta mais de 185 mil roteadores da marca TP-Link, e que não foi corrigida até agora.

Apesar de não ter dado detalhes mais específicos da vulnerabilidade, Carrington contou que ela permite que um hacker execute códigos maliciosos — ou seja, algo que possa ferir a segurança ou a privacidade do usuário — de maneira remota.

Os dispositivos afetados são da série TL-WR740N, e a falha de segurança é exatamente a mesma que já afetou os roteadores da linha TL-WR940N anteriormente. A diferença é que, no caso dos outros produtos, que são mais novos, a TP-Link disponibilizou uma correção para o problema em menos de uma semana.

Enquanto isso, os produtos WR740N são de um projeto bem mais antigo, e não recebem atualizações de segurança há anos. Esses problemas foram comunicados para a TP-Link em janeiro de 2018.

Em março, a companhia explicou que havia desenvolvido uma atualização para corrigi-los, mas até agora não os disponibilizou. Foi por isso que o pesquisador divulgou a falha.

Até que a questão seja resolvida, Carrington alerta que o ideal é garantir que a sua rede e o seu roteador estejam protegidos com senhas fortes e que você mudou as credenciais padrões do menu de configuração.

Via: Guru3D, Adrenaline
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

40 ATALHOS do WINDOWS 10 para você virar um EXPERT no SISTEMA OPERACIONAL

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.