Salão do automóvel de Pequim é dominado por carros elétricos

Salão do automóvel de Pequim é dominado por carros elétricos

Destaque é o Byton, carro equipado com tela de 49 polegadas

Enquanto o Brasil ainda é movido por combustíveis fósseis, a China dá passos largos para ter cada vez mais carros elétricos. Durante o Salão do Automóvel de Pequim, que está rolando no país, isso ficou ainda mais claro, com veículos de energia limpa chamando a atenção.

O principal destaque da feita é um conceito da startup Byton, criada por ex-funcionários da BMW: o carro elétrico possui uma tela de 49 polegadas no lugar do painel.


Além do display principal, o Byton também possui mais uma tela de 8 polegadas no centro do voltante para indicar informações importantes ao mototista e mais monitores de entretenimento espalhados na parte traseira.

Feito para conquistar as gerações mais novas, o veículo também conta com controles e gestos por voz, além de um design bastante arrojado.


Como autonomia também é importante, a Byton disse que seu carro é capaz de fazer até 500km longe da tomada. Durante o evento, a fabricante disse que o conceito está quase virando realidade, ou seja, possivelmente veremos mais novidades sobre o veículo em breve.

Mais carros elétricos

Além da startup Byton, grandes empresas também marcaram presença com seus veículos movidos por energia elétrica, visando crescer no mercado chinês. A Nissan levou ao salão de Pequim o Sylphy ZE, que é uma versão elétrica do Sentra.


O carro da Nissan que é 100% elétrico (ZE significa Zero Emissão) não teve suas especificações de autonomia reveladas durante o evento, mas traz uma estrutura interna similar ao famoso Leaf, ou seja, podemos esperar um desempenho parecido.

Como o Sentra já é vendido pela Nissan em diversos mercados, existe grande possibilidade do Sylphy acabar sendo exclusivo do mercado chinês, segundo aponta o CNET.

A Volkswagen também participou do evento junto com a fabricante Jac, que lançou o Sol E20X, uma versão elétrica do SUV T40 que possui autonomia de 300km por carga.


A parte mais interessante deste veículo é que ele pode acabar sendo lançado no Brasil. Falando ao Auto Esporte, o representante da Jac, Sergio Habib, disse que algumas unidades do carro elétrico chegarão em testes por aqui e devem custar R$ 130 mil.


Quando isso vai acontecer, porém, ainda é um mistério. O foco da Jac, bem como de outras fabricantes, ainda é o mercado chinês e seus benefícios para os veículos elétricos. O governo da China conta com diversos incentivos fiscais para adotar os carros de energia limpa, visando diminuir a poluição em grandes cidades.

Apesar do Brasil ainda não ser o país dos carros elétricos, podemos esperar um crescimento da área por aqui no futuro.

Via: Auto Esporte
Reconhecimento facial da Amazon consegue detectar medo no rosto de pessoas

Reconhecimento facial da Amazon consegue detectar medo no rosto de pessoas

Além disso, o sistema da empresa também é capaz de calcular a idade aproximada de alguém


Pia inteligente da Xiaomi é anunciada a partir de CNY1.999 (US$284)

Pia inteligente da Xiaomi é anunciada a partir de CNY1.999 (US$284)

O dispositivo é o mais recente resultado de financiamento coletivo da chinesa


Modem de internet 5G da Huawei é maior e menos eficiente que o da Qualcomm

Modem de internet 5G da Huawei é maior e menos eficiente que o da Qualcomm

Teardown promovido pela IHS Markit revela detalhes sobre o Balong 5000 da fabricante chinesa


Smartphone dobrável da Xiaomi deve vir com câmera tripla, revelam vazamentos

Smartphone dobrável da Xiaomi deve vir com câmera tripla, revelam vazamentos

Imagens também são mais uma confirmação de que o aparelho dobra nas laterais


Huawei estaria trabalhando em smartphone com leitor biométrico por baixo de um display LCD

Huawei estaria trabalhando em smartphone com leitor biométrico por baixo de um display LCD

Alguns vídeos de um protótipo da fabricante chinesa vem circulando na internet que demostraria essa nova tecnologia em ação