ZTE é considerada

ZTE é considerada "risco nacional" pelo Reino Unido e pode perder licença de uso do Android

Empresa foi banida de usar produtos feitos nos Estados Unidos

Se você está achando sua semana ruim, precisa conhecer a história da fabricante chinesa ZTE. Após ser banida de usar componentes dos Estados Unidos na segunda-feira, a companhia foi considerada um "risco nacional" pelo Reino Unido ontem. 

Ontem, o Centro Nacional de Segurança Cibernética do Reino Unido (NCSC) alertou diversas companhias de comunicação sobre os produtos da ZTE, que podem trazer "riscos" para a segurança nacional.

"O NCSC avalia que os riscos de segurança nacional decorrentes do uso de equipamentos ou serviços da ZTE dentro do contexto da infraestrutura de telecomunicações existente no Reino Unido não podem ser mitigados", disse o órgão em uma carta.

Além de enfrentar a desconfiança de dois grandes mercados, o banimento dos Estados Unidos pode ser fatal para a companhia. Segundo aponta a Reuters, a empresa pode perder a licença de uso do sistema operacional Android.

A empresa foi proibida de utilizar qualquer hardware ou software feitos nos Estados Unidos em seus produtos por manter relações com o Irã. Como a sede da Google fica nos EUA, o uso do Android pode acabar sendo barrado.

Caso isso aconteça, a companhia terá que buscar um sistema alternativo para equipar seus dispositivos, além de hardwares fabricados fora dos EUA, como componentes da Samsung e MediaTek.

Apesar das dificuldades impostas e declarações provocadoras, tanto o Reino Unido quanto os Estados Unidos ainda permitem que a ZTE venda aparelhos em seus mercados.

Via: Neowin, Reuters
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.