Facebook leva novo processo por escanear rostos em imagens sem autorização

Facebook leva novo processo por escanear rostos em imagens sem autorização

Rede social está criando "modelos de rostos" com fotos de usuários sem avisar

Está difícil para o Facebook sair do tribunal este ano. Depois de enfrentar polêmicas de privacidade que exigiram até um depoimento oficial do CEO Mark Zuckerberg ao congresso norte-americano, agora a companhia está sofrendo um processo popular sob a acusação de estar fazendo reconhecimento biométrico sem autorização.

Desde 2010 o Facebook escaneia automaticamente as fotos que são colocadas na plataforma para encontrar e gravar características dos rostos das pessoas, para criar o que a rede chama de "modelos faciais". A acusação alega que fazer isso sem autorização viola a lei de 2008 de Illinois que protege a privacidade das informações da biometria das pessoas, proibindo companhias de recolherem e gravarem esses dados sem uma expressa permissão do usuário envolvido.

O Facebook, em sua defesa, afirma que o recolhimento de dados que ele faz não está relacionado com a lei em questão e que permite ainda que a pessoa desligue a função se não quiser seus dados escaneados. A empresa conseguiu mover a ação de Illinois para São Francisco.

Se o processo for decidido contra a rede social de Zuckerberg, a empresa pode ter que pagar entre US$ 1.000 e US$ 5.000 para cada pessoa que teve sua imagem escaneada sem permissão.

Fonte: Phone Arena
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

TUDO que o NVIDIA BROADCAST consegue fazer!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.