Desenvolvedor da Ethereum considera mudanças de protocolo para dificultar mineração em massa

Desenvolvedor da Ethereum considera mudanças de protocolo para dificultar mineração em massa

Proposta impediria o uso de máquinas ASIC, dedicadas apenas à mineração de criptomoedas

A plataforma Ethereum pode sofrer importantes mudanças no seu protocolo de operação, com o objetivo de impedir o uso de máquinas ASIC (circuitos integrados de aplicação específica) recém-anunciados para mineração da criptomoeda Ether.

A proposta é do desenvolvedor Piper Merriam, que sugeriu o que é conhecido no meio das moedas virtuais como "hard fork". Isso significa promover mudanças que tornem válidos blocos ou transações que anteriormente eram inválidos no blockchain.

A preocupação surgiu depois que a fabricante chinesa Bitmain anunciou que está trabalhando no primeiro minerador ASIC para a plataforma Ethereum. Caso chegue ao mercado, há o risco do produto resultar na centralização da mineração de Ether.

Isso vai contra o documento oficial de fundação da plataforma Ethereum, onde o criador Vitalik Buterin explica ter tomado medidas para garantir a descentralização da moeda virtual.

Os desenvolvedores têm até julho para tomar uma decisão, que é quando a máquina ASIC da Bitmain chegará ao mercado. Seu preço sugerido será de US$ 800 (R$ 2,6 mil na conversão direta) por unidade.

Via: Tweak Town, Coin Desk
Vídeo mostra peixe saltando para tentar derrubar drone DJI Mavic Pro

Vídeo mostra peixe saltando para tentar derrubar drone DJI Mavic Pro

Espécie Aruanã consegue saltar até 2 metros para pegar comida... ou capturar gadgets tecnológicos


Chrome 79 alerta usuário caso sua senha já tenha sido vazada na internet

Chrome 79 alerta usuário caso sua senha já tenha sido vazada na internet

Nova versão do navegador traz melhorias de segurança e novas medidas preventivas


Polícia acaba com golpe de bitcoin que gerou R$ 1,5 bilhão em prejuízo

Polícia acaba com golpe de bitcoin que gerou R$ 1,5 bilhão em prejuízo

Cerca de 500 vítimas já foram identificadas


SpaceX estuda revestir satélites Starlink para não atrapalhar a astronomia

SpaceX estuda revestir satélites Starlink para não atrapalhar a astronomia

Atualmente 120, empresa pretende lançar cerca de 42 mil satélites para fornecer internet


Google compartilha principais termos buscados no Brasil em 2019

Google compartilha principais termos buscados no Brasil em 2019

iPhone 11, Xiaomi Mi 9 e outros smartphones foram destaques na categoria de tecnologia