Formato de vídeo AV1 tornará serviços como YouTube e Netflix 40% mais rápidos

Formato de vídeo AV1 tornará serviços como YouTube e Netflix 40% mais rápidos

Novo método de compressão será aberto e gratuito

A AOM (Alliance for Open Media), organização feita por empresas como Google, Microsoft, Amazon, Facebook e Netflix, anunciou que as especificações do novo formato de compressão AV1 estão finalizadas e as vantagens da tecnologia devem começar a aparecer para usuários finais em breve.

O AV1 é um método de compressão aberto e gratuito que promete tornar os serviços de streaming de vídeo, como Netflix, YouTube e Amazon Prime, 40% mais rápidos sem perda de qualidade de imagem.

A novidade vem para substituir padrões como o HEVC e o H.264. Com suas especificações finalizadas, as empresas já podem iniciar seus testes e implementar o novo formato em navegadores, aplicativos, plataformas online de vídeo e sistemas operacionais.


O objetivo da Alliance for Open Media é tornar o novo método de compressão um padrão a partir de 2020. Com isso, todos os dispositivos como computadores e smartphones devem chegar ao mercado com suporte nativo para a tecnologia nos próximos anos.

O investimento no AV1 é uma forma das empresas se prepararem para o crescimento dos vídeos nos próximos anos. Além de grandes resoluções como o 4K ficarem mais populares, segundo uma pesquisa da Cisco, 82% do tráfego na internet em 2021 será em vídeo, e ter um padrão leve e livre de royalties para aguentar a demanda é muito bem vindo para empresas que lidam com isso.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Via: Guru3D
User img

Mateus Mognon

Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Compramos um iPhone Fake e tivemos uma surpresa

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.