Imagem chamada

Donald Trump lança decreto para barrar tentativa de aquisição da Qualcomm pela Broadcom

Será que chegamos ao fim dessa novela?

Nesta segunda-feira, 12, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, lançou um decreto que pode colocar fim aos planos da Broadcom de adquirir a Qualcomm. 

O pedido publicado ontem proíbe qualquer tipo de fusão envolvendo a dona dos processadores Snapdragon com a fabricante de chips de Singapura. Segundo Trump, o acordo pode trazer "ameaças para a segurança".

Baseada nos Estados Unidos, a Qualcomm está se esquivando das tentativas da Broadcom desde o ano passado. Em seus últimos movimentos, a empresa de Singapura fez investimentos nos Estados Unidos para se aproximar do país.


De acordo com o Bloomberg, a próxima jogada da Broadcom é mudar sua sede da Ásia para os Estados Unidos até o dia 3 de abril. Com isso, a empresa pretende ganhar a confiança do mercado e mostrar que não pretende ser uma ameaça aos Estados Unidos.

"As preocupações de segurança nacional dos EUA não são um risco para o negócio, já que a Broadcom nunca planejou adquirir a Qualcomm antes de completar a redomiciliação", disse a empresa em um comunicado.

Será que a Broadcom vai conseguir convencer Donald Trump e continuar suas investidas robustas contra a Qualcomm? Ou finalmente chegamos ao fim desta novela? Deixe sua opinião nos comentários!

Via: The Verge Fonte: Casa Branca

Streaming representa 75% de toda a receita da indústria da música

Receitas com música nos EUA cresceram 10% e alcançaram R$ 18,7 bilhões


Amazon apresenta forno micro-ondas que vem com assistente de voz Alexa

É a Internet das coisas chegando em todos os eletrodomésticos


Alibaba desiste da promessa de criar 1 milhão de empregos nos Estados Unidos por causa de altas tarifas

Fundador do grupo coloca a culpa na guerra comercial entre EUA e China


DJI contrata especialista em legislação para auxiliar nas relações públicas nos Estados Unidos

A empresa chinesa enfrenta resistência de alguns órgãos do governo dos EUA


Qualcomm compartilha plataforma DIRBS para identificação de dispositivos falsos e roubados

Fabricante de processadores quer ajudar a combater proliferação de smartphones ilegais