Imagem chamada

Huawei registra nova patente para controlar smartwatch

Sistema é baseado na tecnologia Nanomade que responde ao tempo de toque e pressão

Uma nova patente da Huawei foi publicada hoje com o conceito de um novo sistema para operar um smartwatch. O sistema será focado em como o usuário usa as funções do vestível com o polegar e dedo indicador. Na semana passada a empresa registrou uma patente de interface para os relógios da marca.

Basicamente, o smartwatch poderá ser operado por meio de botões dedicados no corpo do dispositivo. Com cliques e movimentos de "swipe". É possível combinar os comandos para um controle personalizado. A Huawei apresentou diferentes funções em sua patente, que podem ser vistas nas imagens abaixo. 




A marca especifica que os botões serão integrados perfeitamente ao design do dispositivo, garantindo resistência à água. Ela também declarou que as partes podem ser feitas com vários materiais, como aço inoxidável, plástico, alumínio ou até mesmo cerâmica.

A patente diz que o novo sistema de comandos será ambidestro, ou seja, vai servir tanto para destros quanto para canhotos. A Huawei também mostra que o smartwatch poderá ser gerenciado por áreas sensíveis ao toque, acima ou abaixo do corpo do relógio (na pulseira).



A Huawei está usando a tecnologia Nanomade para controlar o dispositivo. É a mesma tecnologia usada no sistema touch dos novos iPhones (Force Touch), por exemplo, que realizar uma ação dependendo da pressão ou tempo de clique. 
Via: Let's Go Digital

Samsung pode anunciar display OLED "esticável" e flexível nessa semana


OnePlus 6 terá opção de disfarçar tela notch por meio de software

O aplicativo será disponibilizado após o lançamento do smartphone


Correios paralisam atividades a partir de hoje

Mudanças no plano de saúde e fechamento de agências motivam a greve


WhatsApp ganha versão exclusiva para empresas no Brasil

WhatsApp Business começa a funcionar em breve no país


LineageOS, sucessor do CyanogenMod, ganha versão com Android 8.1

Sistema é opção para quem quer trocar por um Android "mais puro" em seus aparelhos