CEO da Huawei foge do roteiro na CES 2018 para criticar operadoras dos EUA

CEO da Huawei foge do roteiro na CES 2018 para criticar operadoras dos EUA

Empresas se recusaram a vender smartphones da fabricante chinesa por pressão política

O CEO da Huawei, Richard Yu, tirou um momento da sua keynote na CES 2018 para fugir do roteiro e criticar as operadoras de telefonia dos Estados Unidos. Empresas como AT&T e Verizon decidiriam de última hora cancelar seus contratos para comercializar os smartphones da fabricante chinesa.

De acordo com o site The Information, isso aconteceu por causa de pressão política vinda do Senado dos Estados Unidos. Senadores do país estão preocupados com a ligação entre a Huawei e o Partido Comunista que governa a China e o possível uso de seus smartphones para espionagem.


A fala acontece a partir do tempo 00:50:15 do vídeo acima

"Parceria com as operadoras... muitos de vocês podem ter visto no jornal que algo aconteceu. Infelizmente, nós não podemos vender este smartphone através dos canais das operadoras. Mas como na última geração, nós vamos usar o mercado livre de canais de e-commerce", disse Richard Yu, num discurso que não estava preparado anteriormente. Enquanto falava isso, o teleprompter à sua frente estava vazio.

"Todo mundo sabe que no mercado dos EUA, 80% ou até mais de 90% dos smartphones são vendidos através dos canais das operadoras.  Na Huawei, nós temos as melhores tecnologias e as melhores inovações, e no ano passado, o Mate 10 teve ótimo feedback dos consumidores. No ano passado, quando mostramos o produto na CES, os consumidores realmente amaram. O Mate 10 Pro é um produto ainda melhor", continua o CEO da empresa.

"Muitas pessoas não sabem sobre a Huawei, nós não fomos selecionados pela operadoras e eu penso que isso é uma grande perda para nós e para as operadoras. Mas é uma perda ainda maior para os consumidores, porque os consumidores não possuem a melhor escolha", defende Yu.

A Huawei é a 3ª maior fabricante de smartphone do planeta, algo que o CEO reforçou em seu discurso. Ele ainda falou sobre sua carreira de 25 anos na companhia, e como eles cresceram vertiginosamente nos últimos 6 anos. 

"Nós ganhamos a confiança das operadoras chinesas, nós ganhamos a confiança dos mercados emergentes. Nós também ganhamos a confiança das operadoras globais, tanto na Europa quanto no Japão. Nós servimos 70 milhões de pessoas no mundo todo. Nós provamos nossa qualidade, nós provamos nossa privacidade e a nossa proteção de segurança", concluiu o CEO da Huawei.

Via: The Verge, Reddit, Android Police
User img

Carlos Felipe

Sony revela data de lançamento do Android 9.0 Pie nos smartphones da linha Xperia XZ1 e XA2

Sony revela data de lançamento do Android 9.0 Pie nos smartphones da linha Xperia XZ1 e XA2

Usuários não terão que esperar muito tempo para receber o novo sistema


Asus ROG Phone entra em pré-venda na Microsoft Store nos EUA

Asus ROG Phone entra em pré-venda na Microsoft Store nos EUA

Aparelho também já pode ser comprado pela própria Asus e pela Amazon


WhatsApp vai ganhar modo férias e conexão com outros apps

WhatsApp vai ganhar modo férias e conexão com outros apps

Novos recursos ainda estão sendo testados em versões de testes para desenvolvedores


LG G7 ThinQ consegue apenas um ponto a mais do que o V30 no teste de câmera do DxOMark

LG G7 ThinQ consegue apenas um ponto a mais do que o V30 no teste de câmera do DxOMark

Aparelho não mostrou grande evolução na câmera em relação a flagship do ano passado


Xiaomi deve lançar o Black Shark 2 em 23 de outubro para competir com Razer Phone 2

Xiaomi deve lançar o Black Shark 2 em 23 de outubro para competir com Razer Phone 2

Empresa realizará evento para lançamento de um novo produto em breve