Mineração de Bitcoin usa energia equivalente ao consumo individual de 159 países

Mineração de Bitcoin usa energia equivalente ao consumo individual de 159 países

A mineração de criptomoedas Bitcoin está consumindo mais eletricidade do que 20 países consomem para si mesmos na Europa, de acordo com dados da plataforma Power Compare, que faz comparações de preço de energia britânica. As pesquisas também mostram que o volume total de energia usado para minerar Bitcoin é maior do que o consumo individual de 159 países do mundo

Sites brasileiros começam a minerar bitcoin usando PCs dos usuários sem avisar

No gráfico abaixo, os países em amarelo consomem menos energia do que a mineração global de Bitcoin. Já o gráfico mundial mostra a comparação entre a energia usada para mineração e a energia consumida individualmente por cada país. No continente africano, apenas três países gastam mais eletricidade do que as Bitcoin: África do Sul, Argélia e Egito.


A plataforma Power Compare calculou que a mineração de Bitcoin consome 29.05 TWh anualmente, o equivalente a 0,13% do consumo global de energia. Isso significa que se a mineração de Bitcoin fosse um país, ele estaria em 61º lugar no rank mundial de uso de energia elétrica

Também de acordo com a pesquisa, a mineração dessas criptomoedas aumentou quase 30% no consumo elétrico nos últimos 30 dias. As previsões apontam que, se o uso de eletricidade continuar desse jeito, a mineração de Bitcoin pode consumir mais energia do que o Reino Unido inteiro até outubro do próximo ano. 

O que são criptomoedas? Como são mineradas?

User img

Redação MC

Redação do Mundo Conectado

O DONO de MARTE: cientista diz ter tornado o PLANETA VERMELHO habitável; entenda

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.