Governo dos EUA acusa Google de promover desigualdade salarial entre homens e mulheres

Governo dos EUA acusa Google de promover desigualdade salarial entre homens e mulheres

O Departamento de Trabalho (Department of Labor) dos Estados Unidos está acusando o Google de diferenciar o salário dos seus funcionários com base no sexo. De acordo com a Fortune, o órgão governamental encontrou um padrão na empresa onde mulheres ganham menos que homens fazendo a mesma função.

As acusações estão sendo feitas junto com um processo iniciado em janeiro deste ano. Segundo a diretora do órgão norte-americano, Janette Wipper, o governo encontrou "diferenças sistemáticas no pagamento de mulheres em todas as áreas de trabalho" do Google.

Como o Google possui contratos com o governo dos Estados Unidos, a companhia deve ceder informações e documentos para eventuais investigações. De acordo com Janette Wipper, a companhia estaria se recusando a cooperar nesta investigação. A empresa se defende dizendo que os pedidos feitos pelo órgão de trabalho revelariam "dados confidenciais" da companhia.

Em um comunicado enviado para a Fortune, o Google disse que as alegações são infundadas e não possuem nenhuma base. No Twitter, a empresa também fez uma campanha no dia 4 de abril para incentivar o fim da segregação entre sexos no trabalho.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

User img

Redação MC

Redação do Mundo Conectado

FIM do BURN-IN? OLED EVO explicada + Garantia da LG + G1 vs C1

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.