TSMC: "possível invasão da China a Taiwan causaria nova crise de chips"

Declaração foi dada por CEO da empresa antes de início de exercícios militares chineses

TSMC: "possível invasão da China a Taiwan causaria nova crise de chips"
Créditos: Divulgação/TSMC

Após a visita de Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Estados Unidos, a Taiwan, a China iniciou uma série de exercícios militares próximo do país insular como retaliação pela atitude de Pelosi. Durante a visita da deputada a Taiwan, Mark Liu, CEO da TSMC, comentou que uma guerra em Taiwan deixaria as fabricantes de chips inoperantes. Os exercícios aumentaram os temores de uma possível invasão ao território de Taiwan (na Ilha Formosa), visto que a Rússia e Bielorrússia também realizaram ações de "treinamento" antes do início da Guerra da Rússia contra a Ucrânia.

02/08/2022 às 12:55
Notícia

China ameaça Taiwan e ações de fabricantes de chips caem

Milhares de pessoas acompanham o voo de da presidente da câmera dos EUA rumo à Taiwan

Possível invasão a Taiwan causaria nova crise de chips

Em uma rara entrevista, Mark Liu apresentou um cenário que levaria a uma nova crise de escassez de chips — ou a estenderia, dependendo do ponto de vista. Segundo Liu, caso militares tomassem o controle das fábricas da TSMC, elas ficariam inoperantes. O diretor da empresa explicou que a cadeia de suprimentos das fábricas seria fortemente afetada, pois elas dependem de uma conexão (tanto virtual quanto física) em tempo real com fornecedores ao redor do globo para o controle de estoque de material, softwares de diagnósticos e outros diversos serviços. 

Pelo fato da China comprar 10% dos chips fabricadas pela TSMC, sendo todos são usados no mercado consumidor e não militar, havia uma crença que o status quo entre os dois países evitaria uma invasão à Ilha de Formosa. Mas a visita de Nancy Pelosi — associada com a Guerra da Rússia contra a Ucrânia — está causando tensão no mundo. A China considerou a visita de um integrante de alto escalão do governo americano como uma afronta a autoridade Chinesa. Uma nova guerra em Taiwan traria efeitos na economia global tão graves quanto os causados pelo bloqueio da importação de grãos na Ucrânia.

O mundo ainda está se recuperando dos efeitos da pandemia na fabricação de componentes eletrônicos. O aumento do home office (e variados fatores) causou uma escassez de chips que levou ao aumento dos preços dos eletrônicos, falta de estoque de hardwares e até mesmo parou fábricas de carros. Uma guerra em Taiwan repetiria o cenário — justamente em um momento que a pandemia está perdendo a intensidade e o cenário tende a reduzir os preços e disponibilidade dos eletrônicos. 

Crise em Taiwan

Taiwan, um estado insular, é considerado pela China uma província rebelde, já que foi fundada pelo perdedor da Guerra Civil na nação. Apenas treze países membros da ONU reconhecem Taiwan como verdadeiro representante da China. Na década de 70, uma resolução da ONU reconheceu a China continental como a verdadeira representante da China, levando Taiwan ao status de membro observador da ONU e o removendo da sua cadeira no conselho de segurança.

A visita de Pelosi (Partido Democrata) a Taiwan, a primeira de um político americano desde 1997, foi vista como uma ofensa pela China. Os Estados Unidos não reconhecem Taiwan como a China, mas fornecem equipamentos militares para o país. Nos bastidores, é relatada que o governo Biden tentou convencer a deputada a cancelar a visita, que é considerada uma jogada política para atrair votos para as eleições regionais americanas — e fez com que membros do Partido Republicano elogiassem a adversário.

Fonte: Extreme Tech

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.