Tempestade solar atingirá o campo magnético da Terra nesta semana

Efeitos podem ser sentidos na Terra com pequenas falhas em redes de energia

Tempestade solar atingirá o campo magnético da Terra nesta semana
Créditos: NASA/Unsplash

Meteorologistas do Centro de Previsão de Tempo Espacial (SWPC) dos Estados Unidos afirmaram que uma tempestade solar atingirá o campo magnético da Terra nesta quarta-feira (3). A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA) afirmou que uma espécie de buraco na atmosfera do sol fez com que ventos de alta velocidade fossem expulsos em direção ao globo.

Com isso, uma tempestade geomagnética de grau G1 atingirá a Terra. Este é considerado o grau mais fraco em uma escala que atinge até cinco níveis. De qualquer maneira, os metereologistas apontaram que o material gasoso, seja ele mais fraco ou mais forte, está fluindo de um buraco que se encontra na parte sul da atmosfera solar, de acordo com o Spaceweather.com.

Apesar de não ser considerada grave, a tempestade geomagnética poderá reverberar em efeitos sentidos aqui na Terra. Isso porque o campo magnético do globo terrestre é capaz de absorver esta corrente de detrito solar. Como resultado, é possível que haja pequenas falhas em redes de energia, além de impactar algumas funções do satélite. Isso inclui sistemas de dispositivos móveis e GPS.

Mesmo não sendo o caso, as tempestades mais fortes podem causar a suspensão do campo magnético da Terra. Dependendo do nível e da escala com que ela chegue, elas seriam capazes de derrubar satélites ou de danificar o funcionamento da internet.

O que são estes buracos

A previsão dos cientistas para os próximos anos é que as atividades do Sol aumentem no decorrer dos próximos anos. O pico esperado é em 2025, quando voltará a diminuir. Até lá, a expectativa é que novas tempestades geomagnéticas voltem a atingir a Terra. O NOAA destacou que as do Sol tem sido mais ativas do que aquilo que era esperado pelo departamento, com quase o dobro de manchas solares surgindo.

Estes buracos na atmosfera do Sol são áreas onde o gás eletrificado é mais frio e denso. Desta maneira, estes pontos de escape acabam servindo de local para que as linhas de campo magnético sejam cuspidas em direção ao espaço. Este material solar viaja em uma velocidade próximo a 2,9 milhões de km/h, de acordo com a explicação do Exploratorium.

Fonte: SpaceWeather

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.