Planeta Terra está girando cada vez mais rápido — e isso pode ser um problema

Derretimento das calotas polares é visto como uma das principais causas

Planeta Terra está girando cada vez mais rápido — e isso pode ser um problema
Créditos: Júlio César Santos/Unsplash

O Laboratório Físico Nacional do Reino Unido revelou medições que apontaram que a Terra está girando mais rápido e provocando dias mais curtos do que o existente há meio século. As análises apontaram que o dia 29 de julho foi o mais curto já registrado desde o início das medições. Como resultado, o planeta levou 1,59 milissegundo a menos para realizar o movimento de rotação.

Entre as principais causas apontadas como as prováveis para que a Terra gire mais rápido está a mudança climática. Cientistas defendem que o derretimento e o recongelamento das calotas polares nas montanhas mais altas do planeta são as responsáveis por fazer com que o giro aconteça de forma mais rápida, deixando os dias mais curtos.

Até então, o dia mais curto de um ano havia sido registrado em 2020, no dia 19 de julho. Os números apresentados apontaram que o dia passou 1,46 milissegundos mais rápido que o normal. Na época, o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (Nist) chegou a afirmar que a Terra quebrou o recorde 28 vezes de dia mais curto já registrado.

Preocupação para os cientistas

A aceleração da rotação da Terra, entretanto, é vista com preocupação pelos pesquisadores. Isso porque caso o mundo continue girando mais rápido, seria necessário pular um segundo nos relógios atômicos — responsáveis por fazer a medição. Isso poderia criar problemas para sistemas de Tecnologia da Informação.

"Se a rotação da Terra continuar acelerando, isso pode levar à introdução do primeiro salto negativo. Isso seria necessário para manter o tempo civil — baseado na batida super constante dos relógios atômicos — em sintonia com o tempo solar, que é baseado no movimento do Sol no céu", afirmou o astrofísico Graham Jones ao Timeanddate. 

De acordo com eles, fazer esta mudança nos relógios atônicos poderiam gerar grande repercussão na infraestrutura de hardware e software que dependem de cronômetros e agendadores. O portal Space destacou que o Tempo Universal Coordenado (UTC) utiliza estes relógios, que medem o tempo segundo o movimento dos elétrons em átomos que foram resfriados.

Fonte: News.au

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.