Nova Carteira de Identidade Nacional começa a ser emitida

Rio Grande do Sul será o primeiro estado brasileiro a receber a novidade

Nova Carteira de Identidade Nacional começa a ser emitida
Créditos: Instituto-Geral de Perícias do Rio Grande do Sul

A nova carteira de identidade nacional começou a ser emitida nesta terça-feira (26). Agora, o documento levará o número de inscrição do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como “registro geral, único e válido para todo o país”.

O primeiro estado brasileiro a emitir o documento será o Rio Grande do Sul. Nas próximas semanas virão Acre, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais e Paraná. Não há ainda previsão para os demais estados.

09/02/2022 às 15:44
Notícia

A partir de março: nova identidade digital reúne CNH, CPF e T...

Documento Nacional de Identidade terá QR Code para validar autenticidade do documento

A nova carteira de identidade ajudará os brasileiros a entrarem em países do Mercosul. Entretanto, para as demais nações do planeta ainda será obrigatório o passaporte.

O novo Registro Geral (RG) terá validade de dez anos para pessoas com até 60 anos de idade. Para os maiores de 60 anos, o RG antigo continuará valendo por tempo indeterminado.

Neste primeiro momento, somente serão emitidas as novas identidades para cidadãos que estiverem com as informações no CPF de acordo com suas certidões atualizadas. Pessoas que não possuírem ou estiverem com as informações incorretas no CPF poderão recorrer aos canais de atendimento a distância da Receita Federal para resolver a situação. No futuro, os próprios órgãos de identificação civil farão novas inscrições e atualizações no CPF”, informou o Ministério da Economia.

Atualização de informações do CPF

O Governo ainda informa que para atualizar as informações do CPF basta acessar o site da Receita Federal. Dependendo da situação, pode ser necessário o envio de documentos para a Receita Federal via e-mail.

A lista de documentos necessários para a atualização do CPF foi disponibilizada no site do Ministério da Economia, bem como os e-mails da Receita, para onde os documentos devem ser enviados.

Documento reunirá diversos dados pessoais

Criado pela lei nº 13.444/2017, o DNI tem o propósito de simplificar o processo de criação de documentos e também a vida dos cidadãos brasileiros. Afinal, você cria o seu CPF (ganha um cartão que nunca precisará usar) e depois ele é inserido na renovação da carteira de identidade (RG), esses dois dados pessoais também são inseridos na CNH, que possui seu próprio número de registro. E você ainda tem que manter, separadamente, um título de eleitor, e adivinhe: ele também possui um número de inscrição. O mais prático é manter tudo em um só.

Via: Agência Brasil

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.