Mercado de tablets fecha primeiro trimestre em queda no Brasil

Resultado de estudo no país reflete tendência mundial

Mercado de tablets fecha primeiro trimestre em queda no Brasil
Créditos: Marta Filipczyk/Unsplash

De acordo com o estudo IDC Personal Computing Devices Tracker, realizado pela IDC Brasil, no primeiro trimestre de 2022 foram vendidos 713 mil tablets no Brasil, resultado 31% menor do que no mesmo período de 2021. Desse total, 367 mil aparelhos foram para o varejo e 346 mil para o corporativo, representando quedas de 45% e 1%, respectivamente, na mesma comparação temporal.

24/06/2022 às 11:00
Notícia

Tablets Android perdem espaço no mercado; procura por disposi...

Venda de iPads cresceu no primeiro trimestre

Queda nas vendas de tablets no Brasil

Segundo Daniel Voltarelli, analista de mercado de TIC da IDC Brasil, empresa do ramo de consultoria na área de tecnologia, “o recuo nos três primeiros meses deste ano se deu, principalmente, em função das questões econômicas que vêm reduzindo o poder de compra da população, como a alta da inflação e da taxa de juros”. Resultado similar, e pelos mesmos motivos, está acontecendo no resto do mundo. Globalmente, houve uma queda de 9% no mercado de tablets.

No mercado corporativo, os resultados foram melhores, graças à área educacional. Dos 346 mil tablets destinados ao corporativo, 260 mil foram para a educação, um aumento de 4% em comparação ao mesmo período do ano passado. Além disso, observou-se um aumento da procura pontual feita por empresas, principalmente as pequenas, com até 99 funcionários, que adquiriram tablets para uso de seus colaboradores, cada vez mais inseridos em um modelo de trabalho híbrido

Quanto ao preço médio dos tablets – que gira em torno de R$ 1 mil – ficou cerca de 10% maior, enquanto a receita caiu 23% ano a ano. Nos primeiros três meses de 2022, esse resultado foi de R$ 736 milhões.

Expectativa para o resto do ano

Para o restante do ano, a IDC Brasil projeta uma forte retração no mercado total de tablets, motivada, principalmente, pelo desaquecimento das vendas no varejo. Neste segmento, a expectativa é de uma forte retração, acima de 20% ano a ano. 

Já nas vendas para o corporativo, a expectativa é que o mercado sinta uma leve retração em quase todos os segmentos. Apenas o mercado corporativo privado deve se manter estável até o final do ano.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.