Apple deve reduzir contratações em 2023 devido à desaceleração econômica

Apesar disso, ainda está planejando um cronograma agressivo de lançamento de produtos em 2023

Apple deve reduzir contratações em 2023 devido à desaceleração econômica
Créditos: Laurenz Heymann/Unsplash

Apesar de vários lançamentos planejados para 2023, a Apple pretende reduzir as contratações e os gastos das equipes. De acordo com informações do Bloomberg, essa decisão é com base em resultados de uma potencial desaceleração econômica. Esse problema atinge todas as empresas dos Estados Unidos, inclusive forçou a Tesla a realizar uma demissão em massa.

19/07/2022 às 16:44
Notícia

Apple é acusada de práticas anticompetitivas por forçar uso d...

Além de coagir usuários a usarem seu sistema, a gigante da maçã estaria impedindo a utilização de opç...

As mudanças não afetarão todas as equipes, e a Apple ainda está planejando um cronograma agressivo de lançamento de produtos em 2023. Isso inclui um headset de realidade mista, sua primeira grande nova categoria desde 2015. Além disso, introduz uma lente de zoom periscópio no iPhone 15 Pro Max pela primeira vez.

Nos últimos dias, a Bloomberg mostrou projeções com a desaceleração econômica nos EUA. Com isso, as ações da Apple caíram 2,1%, para US$ 147,07, marcando a maior queda de um dia em quase três semanas.

Alphabet (dona do Google), Amazon, Meta (dona do Facebook, Instagram e WhatsApp), Snap (dona do Snapchat). e outras empresas de tecnologia tomaram suas próprias medidas nas últimas semanas para controlar os orçamentos e desacelerar as contratações. Microsoft, Tesla e Meta chegaram ao ponto de cortar empregos – algo que a Apple não faz historicamente.

A Apple divide o orçamento anual para cada divisão principal pensando gastos em pesquisa e desenvolvimento, recursos e contratação. Para 2023, está dando a equipes selecionadas um orçamento abaixo do esperado. Para alguns grupos, a empresa não aumentará o número de funcionários em 2023, enquanto normalmente pode contratar de 5% a 10% mais funcionários em um determinado ano. Também planeja não preencher as funções de funcionários que estão saindo para alguns grupos.

Nos últimos anos, a Apple investiu pesadamente em pesquisa e desenvolvimento, contratou agressivamente seus concorrentes e lançou vários novos produtos. Mas também enfrentou desafios na cadeia de suprimentos, incluindo a paralisação da produção na China nos últimos meses. A Apple alertou em abril que os problemas custariam até US$ 8 bilhões no último trimestre.

No início de 2019, antes da pandemia, a empresa reduziu as contratações depois que as vendas do iPhone não atingiram as expectativas na China e em outras partes do mundo. Em abril, também desacelerou a contratação de alguns cargos em lojas de varejo da Apple.

Via: Bloomberg

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.