Starlink moveu satélites 1,7 mil vezes para desviar de restos de míssil russo

A empresa de Elon Musk afirma que nunca teve que manobrar tantos dos seus satélites na história

Starlink moveu satélites 1,7 mil vezes para desviar de restos de míssil russo
Créditos: edobric/Shutterstock.com

A SpaceX revelou que teve que manobrar sua constelação de internet Starlink mais de 1.700 vezes graças à Federação Russa. Depois que um míssil antissatélite foi lançado no final ano passado, a empresa teve bastante trabalho para mover suas "estrelas".

15/07/2022 às 18:40
Notícia

Chance de um pedaço de foguete cair em alguém na Terra está a...

Em dez anos, um em cada 10 pedaços pode causar mortes, principalmente no Sul do mundo

Essa informação veio através de um documento entregue à FCC (Federal Communications Commission ou, em tradução livre, Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos). Depois do lançamento do míssil balístico antissatélite A-235 Nudol, realizado em novembro de 2021, os satélites tiveram que ser movimentados para evitar a nuvem de detritos. De acordo com estimativas do Departamento de Estado dos EUA, o teste resultou em pelo menos 1.500 pedaços soltos pelo espaço, uma colisão com o satélite Kosmos 1408 em órbita terrestre baixa, e um quase acidente "perigosamente próximo" com um outro satélite científico chinês em janeiro de 2022.

Os dispositivos da SpaceX se encontram ligeiramente a cima de onde a colisão com o Kosmos 1408 aconteceu. Porém, a fabricante de sistemas aeroespaciais afirmou que esse evento com o míssil A-235 a obrigou a mexer mais em seus satélites do que qualquer outro evento na história. 

A SpaceX destacou também que, entre o início de dezembro de 2021 e o final de maio de 2022, a empresa realizou 6.873 manobras para garantir que nenhum de seus satélites colidissem entre si ou com naves pertencentes a outras operadoras.  

É interessante comentar que a empresa de Elon Musk é um pouco mais rígida do que a indústria no geral quando se trata de probabilidade de colisão. Em números exatos, a SpaceX trabalha com limites de 0,00001 de chance para mover seus satélites, enquanto o "normal" seria 0,0001.

O documento entregue à FCC também detalha a situação atual da constelação Starlink, além de informar o número de satélites que foram desorbitados este ano e outras falhas.

Via: Wccftech

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Mundo Conectado para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.